Governo inicia venda de 264 empreendimentos a partir do mês de março

Valor estimado das unidades é de R$ 1 bilhão (Nasanders/123RF.COM)

O Governo do Estado de São Paulo anunciou, na sexta-feira (18), que a partir do mês de março será iniciada a comercialização dos imóveis que compõem o portfólio do Fundo de Investimentos Imobiliário do Estado de São Paulo (FII). A carteira é composta de 264 imóveis, distribuídos em 56 municípios e valor estimado de R$ 1 bilhão.

De acordo com a administração paulista, estes recursos serão utilizados em investimentos na área de saúde, educação, segurança pública e habitação, como prioridade. "A expectativa é que neste ano o governo paulista arrecade cerca de R$300 milhões com as vendas dos imóveis", disse o secretá- rio de Fazenda e Planejamento, Henrique Meireles.

O Estado é pioneiro na criação de um mecanismo para otimizar e racionalizar os recursos públicos disponíveis com a venda de imóveis, que representa não apenas o ingresso de valores no Tesouro Estadual, mas também uma importante redução de despesas administrativas e de custeio "Todos sabem da dificuldade de se vender imóveis públicos, a complexidade da regularização fundiária e, principalmente, a expertise de comercialização de imóveis.

Então, nessa semana já registramos o fundo na CVM [Comissão de Valores Mobiliários] e a partir dos meses de fevereiro e março serão feitas todas as diligencias nos imóveis já listados neste primeiro fundo, e a partir de março o início da comercialização destes imóveis", explicou o vice-governador, Rodrigo Garcia. Com aprovação do registro fundo na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), neste mês, a Socopa Corretora Paulista, vencedora do pregão para contratação de serviços técnicos especializados para estruturação, administração, custódia e operação do FII, torna-se responsável pela sua administração, por um período de cinco anos.

Empreendimentos

O Estado de São Paulo possui mais de 22 mil imóveis presentes em todas as cidades do estado. O governo fará uma análise detalhada dos imóveis em desuso, possibilitando a criação de novos fundos imobiliários. A experiência exitosa tem sido seguida por outros estados como Bahia, Alagoas, além do governo federal, que firmou acordo de cooperação com a Companhia Paulista de Parcerias – CPP, empresa do Governo do Estado de São Paulo responsável pelo projeto.Mais informações: www.imoveis.sp.gov.br  

Veja mais notícias sobre Imóveis.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 11 Dezembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário