Sexta, 04 Dezembro 2020

Economia

Restaurantes de Alphaville usam vouchers para manter portas abertas

Economia

Restaurantes de Alphaville usam vouchers para manter portas abertas

​Pelo menos 13 estabelecimentos da região estão cadastrados na plataforma Apoie Um Restaurante, criada pela cerveja Stella Artois

Gerente de marketing Stella Artois, Mariana diz que comunidade pode usar plataforma para apoiar comércio local. (Foto: Divulgação)

Pelo menos 13 bares, restaurantes, cafeterias e confeitarias de Alphaville e região já estão participando do movimento Apoie Um Restaurante, uma iniciativa da cerveja Stella Artois para ajudar estabelecimentos do tipo em todo o Brasil afetados pela crise causada pela pandemia do novo coronavírus. O levantamento foi feito pela Folha de Alphaville com dados de quarta-feira (15). 

Com a ação, o cliente pode comprar vouchers para uso presencial no futuro, quando os estabelecimentos voltarem a funcionar integralmente. A plataforma permite uma compra por CPF, e o limite de uso é o dia 31 de dezembro de 2020. Cada cupom tem um desconto de 50% custeado pela marca e parceiros, como a Nespresso e a Nestlé. Os vales podem ser comprados pelo site apoieumrestaurante.com.br. 

Ao todo, a ação colocou à venda 100 mil vouchers. Com eles, a expectativa é injetar R$10 milhões no mercado, distribuídos entre até 6 mil estabelecimentos cadastrados na plataforma. "A gente sabe que muitos são negócios familiares e tradicionais nas regiões onde estão – nas cidades menores isso acontece ainda mais, então é importante que a comunidade se reúna de alguma forma para oferecer seu apoio e tentar ajudar esses estabelecimentos a se manterem durante esse período difícil", diz Mariana Porto, gerente de marketing da Stella Artois. 

Para inscrever um bar, restaurante ou cafeteria, é preciso fazer um cadastro no site do movimento. São 100 vouchers disponíveis por estabelecimento nas categorias Bar e Restaurante, 80 para cada em Confeitarias e 200 para cada negócio na categoria de Cafeterias. 

O valor será 100% revertido aos comércios participantes, sem cobrança de taxas para os estabelecimentos, que receberão a verba da venda dos cupons no dia seguinte à aquisição. 

"A rotina dos brasileiros mudou bruscamente e afetou diretamente uma série de restaurantes que funcionarão parcialmente ou até mesmo deixarão de funcionar durante esse período. Nossa ideia é que com a venda desses vouchers, uma série de estabelecimentos não precise fechar as portas no futuro", diz Mariana. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 04 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/