Quarta, 08 Dezembro 2021

Cidades

Após ‘boom’ de adoções, ONGs relatam alta no abandono de pets

Cenário Cidades

Após ‘boom’ de adoções, ONGs relatam alta no abandono de pets

Segundo a SOS Pet Alpha, em outubro, foram 52 animais resgatados e cinco devolvidos
No Instagram, a SOS Pet Alpha mostra os animais disponíveis para adoção. Entidade tem parceria com a loja Petz do Tamboré (Foto:Flavia Galdeano/Sos Pet Alpha)

Depois do aumento nas adoções de animais de estimação no momento mais crítico da pandemia da Covid-19, o Brasil tem sofrido com o abandono de pets. Um levantamento divulgado no início deste ano pela entidade Ampara Animal mostrou que essas ocorrências cresceram 60% entre julho de 2020 e fevereiro de 2021 em comparação ao mesmo período dos anos anteriores.

A região apresenta o mesmo cenário. Renata Buono, responsável pela ONG Anjos dos Bichos (@ anjosdosbichos), notou um aumento no número de animais abandonados com o retorno às atividades. 

"No começo da pandemia, teve realmente um aumento na procura para adotar um pet e agora aumentou bastante o número de animais abandonados ou que as pessoas não querem mais", explicou. 

Já de acordo com Ana Luisa Carboni, presidente da SOS Pet Alpha (@sospetalpha), a devolução de animais, no mês de outubro, foi a maior anotada pela ONG no ano.

"Foram filhotes adotados no começo da pandemia, quando estava naquela fase de quarentena restrita, e que foram devolvidos. Eles estão agora com pouco mais de 1 ano. No mês passado, nós resgatamos 52 animais, entre cães e gatos, e foram devolvidos cinco", explicou. 

Motivos 

Segundo Ana Luisa, entre os principais motivos para a devolução estão a mudança de local ou cidade e problemas financeiros. "Apesar disso, o número de devoluções que temos é baixo perto da quantidade de animais que doamos. Para evitar atitudes assim, fazemos uma entrevista bem rigorosa, mas nem sempre temos 100% de sucesso", apontou. 

Abandono em Barueri

À reportagem, a Prefeitura de Barueri informou que foi notado um aumento na devolução de adoções, que já é reflexo da volta das pessoas ao trabalho. Além disso,  de janeiro a outubro de 2021, 654 animais foram resgatados, ante 595 no mesmo período de 2020, alta de 9,91%. 

"As solicitações de resgate durante a semana devem ser feitas em horário comercial pelo telefone (4706-3953), do CEPAD II.
À noite e durante os finais de semana e feriados, entrar em contato através do WhatsApp (94159-5003)", disse a gestão. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/