Sete vereadores de Parnaíba devem disputar a reeleição

Ex-presidente da Casa, Marcos Tonho, está na lista (Michela Brígida/Folha de Alphaville)

 Do total de 17 vereadores da Câmara de Santana de Parnaíba, sete (de 12) dos ouvidos pela Folha de Alphaville, confirmaram a intenção de disputar novamente uma cadeira na Casa durante as eleições de 2020. A reportagem não conseguiu contato com cinco vereadores.

Os tucanos Adalto Pessoa, Amâncio Neto e Marcos Tonho, ex-presidente da Casa, estão na lista de candidatos. Tonho disse que a princípio concorrerá. "As determinações vêm do partido. Vamos ver o que é definido. Mas acho que a gente não pode parar com projetos como o Guarda Mirim, que tenho, para formar jovens. Esse ano é pré-eleitoral. Eu gosto das ruas. As definições vêm a qualquer momento".

O vice-presidente da Câmara, Gino Mariano (PRTB), tentará se reeleger, mas falou que estuda mudar de partido. A vereadora Sabrina Colela (PSC), 1ª secretária, afirmou que desse 'meio não saio mais'. "Estou dando meu melhor para tentar minha reeleição como vereadora. Tomei gosto pela política". Sabrina ainda não sabe se concorrerá à vaga pelo seu atual partido.

Solidariedade
Alemão da Banca (SD) falou que tudo caminha para disputar a reeleição, porém estuda por qual partido. "Minha legenda fez três vereadores, eu como o mais votado, o Hugo Silva, como o segundo mais votado e a vereadora Enfermeira Nelci. Vamos estudar se mudarei de sigla".

Luciano Almeida (PRB) também está entre os parlamentares que pretende seguir no mandato. Os vereadores Ronaldo Santos (PDT) e Ângelo da Silva (Patriota) disseram que ainda não decidiram se serão candidatos.

Os vereadores Kadu da Farmácia (PC do B), Xerife (PHS), Hugo Silva (SD), Vicentão (MDB) e Enfermeira Nelci (SD), foram procurados, mas não retornaram até o fechamento da edição.

Cargo majoritário
O presidente da Câmara, Evanilson Martins (PHS), contou que seu destino ainda não está decidido. "Estamos aguardando sobre a prefeitura, não está acertado quem virá candidato. A gente está dialogando, mas nada certo ainda. A voz do prefeito pesa muito e temos conversado". Segundo o vereador, ele não "tem tanta pretensão para a cadeira no legislativo", mas não descarta.

O Pastor Ebenezé (PSC) e Magno Mori (PSB) também podem concorrer a prefeito da cidade. "Nós estamos vendo isso junto ao partido", disse Ebenezé.
Segundo Mori, "existe a possibilidade, estamos aguardando".

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 14 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário