Domingo, 14 Agosto 2022

Política

Pré-candidato à presidência de Alphaville, Pablo Marçal quer ser opção a Lula e Bolsonaro

Política

Pré-candidato à presidência de Alphaville, Pablo Marçal quer ser opção a Lula e Bolsonaro

Empresário lançou pré-candidatura pelo PROS

Empresário tem mais de 1 milhão de seguidores no Youtube. (Foto: Divulgação/Instagram)

Com a Arena Barueri cheia no dia 1º de maio, o empresário e coach Pablo Marçal (PROS) lançou a pré-candidatura à presidência, em mais um movimento surpreendente das eleições 2022.

À Folha de Alphaville, o político declarou amor a Barueri e diz que a campanha vai até o fim. "Me proponho não só a concorrer, mas a vencer essa eleição. Eu sei como fazer isso."

Nascido em Goiânia, Marçal chegou à região em 2019 e se coloca como uma opção para a polarização entre o ex-presidente Lula (PT) e o atual Jair Bolsonaro (PL) que concorrerá à reeleição. O evento, que tinha ingressos a R$ 50 foi uma primeira mostra do objetivo do coach. No Youtube, plataforma em que tem 1,41 milhão de seguidores, ele se classifica nem "de direita, nem de esquerda". "Eu sou do alto".

"A minha decisão em concorrer à Presidência da República é por conta da polarização da divisão da nação. E a nação vai deixar de existir se ela continuar aumentando esse cenário de divisão e de ataques", afirma.

Sobre se haverá dificuldades para apoio e pelo pouco tempo de exposição na TV, Marçal acredita que tem potencial para ir longe na disputa, justamente pela rejeição aos dois principais concorrentes.

"Acredito que várias pessoas vão me apoiar só pelo simples fato de ninguém querer mais esses dois", aposta o político, que no tom das redes sociais pediu uma hashtag. "Chega desses dois, eu sei ninguém quer um um país de gente desequilibrada ou de ladrões da república."

Foco em empreender

Após a janela partidária, o PROS atualmente tem quatro deputados federais e dois senadores, mas Marçal aposta que o partido vai surpreender e eleger ao menos 25 parlamentares para a Câmara dos Deputados.

Questionado sobre qual a principal proposta para o Brasil, Marçal falou na necessidade de uma "mudança de mentalidade" e o foco em empreender.

"A proposta necessária pro Brasil é empreender, é abrir 10 milhões de novas empresas, fazer com que as pessoas acreditem no Brasil, ativar de novo a esperança, porque a gente está à beira de um colapso", afirma, citando o objetivo de ser a principal nação da Terra em 2032.

Barueri

Marçal também se disse um admirador do prefeito Rubens Furlan (PSDB), pelas políticas que trouxeram empresas para a cidade como a redução de ISS (Imposto Sobre Serviços), o que fez Barueri ter a maior concentração de "CEOs por metro quadrado na América Latina".

Disse que terá apoio de partidos e políticos da região, mas evitou citar nomes. Afirma que não pode revelar por conta das alianças de outras legendas a nível estadual e nacional.

Também afirma que mesmo eleito, pretende seguir com a atuação na cidade, onde diz ter uma relação de geração de emprego e ter atraído 3.000 famílias para a região.

"Mesmo morando no Palácio do Alvorada e trabalhando no Palácio do Planalto, se divertindo na Granja do Torto, eu não vou vender minha casa aqui", diz, ressaltando que pretende lançar loteamentos no município. "Nunca mais vou deixar essa cidade." 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/