Política

Nomes de vereadores se repetem em pelo menos duas comissões

Política

Nomes de vereadores se repetem em pelo menos duas comissões

 Em sua primeira legislatura, Dra. Claudia (PDT), em Barueri, participa de quatro comissões

O ano legislativo nas Câmaras da região iniciou com vitória da base do governo dos prefeitos de Barueri, Rubens Furlan, e de Santana de Parnaíba, Marcos Tonho, ambos tucanos, para o controle das principais comissões internas das Casas.

De acordo com levantamento da reportagem, feito junto aos sites dos legislativos municipais, na quarta-feira (10), os mesmos parlamentares aparecem em pelo menos duas comissões. 

Em Barueri, onde existem 11 comissões, a Dra. Claudia (PDT) está presente em quatro: Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude (Presidente), Fiscalização do 3º Setor (Relatora), Finanças e Orçamento (Vice-presidente) e Meio Ambiente (Presidente). Na segunda colocação, com a maior participação em comissões aparecem os parlamentares, Cris da Maternal (PSDB) (uma presidência e duas vice-presidência), Educação, Saúde e Assistência Social e Combate Violência à Mulher, respectivamente; Tânia (DEM) (uma presidência e duas vice-presidência), Combate Violência à Mulher, Fiscalização do 3º Setor, Justiça e Redação; Keu Oliveira (PTB) (uma vice-presidência e duas relatorias), Habitação e Segurança Pública; Levi Jânio (Avante) (uma presidência, uma vice-presidência e uma relatoria), Transportes, Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude e Justiça e redação. 

Os vereadores Wilson Zuffa (Republicanos) e Rafa Carvalho (DEM) têm duas presidências cada, na ordem, Justiça e Redação e Segurança Pública e Abastecimento, Saneamento e Energia e Finanças e Orçamento. Thiago Rodrigues (PDT) e Reinaldo Campos (PTB) ocupam duas relatorias cada, Educação, Saúde e Assistência Social e Habitação e Meio Ambiente e Habitação. Thiago conseguiu ainda a presidência da Habitação.

Santana de Parnaíba
No legislativo de Santana de Parnaíba, com sete comissões, os veteranos Nilson Martins (PODE), Adalto Pessoa (PSDB), Kadu da Farmácia (Republicanos) e Vicentão (MDB) ocupam duas comissões cada. São elas, respectivamente, Constituição, Justiça e Redação (vice-presidente/ Ética e Decoro Parlamentar (presidente); Constituição, Justiça e Redação (relator)/ Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo (presidente); Obras e Serviços Públicos (relator)/Saúde, Educação, Cultura, Turismo e Meio Ambiente (vice-presidente) e Orçamento Finanças e Contabilidade (relator)/Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo (vice-presidente). 

Marcos Moraes (PL), em sua primeira legislatura, conquistou a presidência da Comissão de Obras e Serviços Públicos e o cargo de relator em Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo. O tucano Gabriel Oliani, também novato, assumiu a presidência de Direitos Humanos, Idosos, Infância e Adolescência. Ele divide a comissão com dois colegas da oposição, Agnaldo Moreno (PSD) e Silvinho Filho, da mesma sigla. A composição das comissões pode ser conferida pelos sites das Casas. Há representantes que participam de só uma comissão.

A especialista

Para a professora da Fundação Getulio Vargas (FGV), Graziella Testa, a tendência é de que as Casas Legislativas tenham diversidade de partidos nas comissões, "A princípio é que cada ente individual da Casa deva acompanhar a proporção partidária do restante do legislativo. Tenta-se observar esse tipo de proporcionalidade nas Casas", explicou. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/