Sábado, 23 Janeiro 2021

Política

Furlan e vereadores tomarão posse em cerimônia fechada

Política

Furlan e vereadores tomarão posse em cerimônia fechada

Evento acontecerá somente com a presença do prefeito, vice e vereadores 

Parlamentares e prefeito foram diplomados no último dia 17 (Gean Nunes/CMB)
Em menos de 10 dias, o veterano Rubens Furlan (PSDB), eleito com 85% dos votos válidos para comandar Barueri pela sexta vez, seu vice-prefeito, Beto Pitteri (PSDB) e 21 vereadores - sendo onze novos nomes e dez reeleitos - assumirão suas cadeiras em cerimônia marcada para 1º de janeiro de 2021, na Câmara.

Por conta da pandemia e do retorno à fase vermelha do Plano SP, medida anunciada pelo governador João Doria (PSDB) na terça-feira (22), a cerimônia será fechada. As novas restrições à atividade econômica não essencial, tentativa para frear o avanço da pandemia nas próximas semanas, valerá entre os dias 25 e 27 de dezembro e 1 e 3 de janeiro em todo o estado.
Todas as regiões estão em alerta devido à evolução de casos, internações e mortes em decorrência da COVID-19.

Antes do anúncio de João Doria, a sessão solene estava prevista para acontecer na Câmara de Barueri. O número de convidados seria restrito. Com as novas diretrizes, o evento será fechado ao público e presencial apenas para os empossados, sem qualquer convidado. 

Até o momento, não foi confirmada a transmissão ao vivo da cerimônia. No último dia 17, os eleitos foram diplomados na Casa. O Secretário de Estado de Saúde, Jean Gorinchteyn, havia pedido a compreensão dos gestores. "Precisamos do apoio dos municípios. Apoio dos prefeitos, secretários de Saúde, assim como da própria população, até as vacinas chegarem. Está bem perto. Vamos imunizar e proteger os brasileiros", disse.

Em Santana de Parnaíba, não foi divulgada a cerimônia de posse. A assessoria de imprensa da prefeitura e o prefeito eleito, Marcos Tonho (PSDB), foram procurados, mas não retornaram até o fechamento da edição.

Gestão
Um dos principais desafios do próximo mandato dos prefeitos será superar a crise financeira provocada pela pandemia.
Em Barueri, Furlan terá R$ 3,4 bilhões para administrar a cidade em 2021. O caixa, comparado ao previsto para esse ano vigente, terá cerca de R$ 200 milhões a mais.

 O gestor já afirmou que a proposta não é continuar o governo e sim fazer uma nova gestão, "com novos projetos". A área de educação será sua prioridade. "Seremos referência no Brasil", ressaltou. 

O objetivo é investir em tecnologia no segmento, além de zerar a demanda por vagas em creches. O prefeito quer investir em equipamentos avançados para os alunos (como óculos, chromebooks, lousas digitais) e turbinar a capacitação dos professores em relação ao uso da tecnologia nas aulas. 
Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 23 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/