Em 2022, Rubens Furlan poderá concorrer a governador em chapa de João Doria

Rubens Furlan está à frente de Barueri pela 5ª vez e já foi deputado federal (Michela Brígida/ Folha de Alphaville)

Apesar de o prefeito de Barueri Rubens Furlan (PSDB) ter confirmado à Folha de Alphaville que irá disputar a reeleição no próximo ano, quando tentará seu sexto mandato à frente da cidade, ele já faz planos para 2022. O tucano, aliado do governador João Doria (PSDB) disse que pode concorrer ao cargo de governador em chapa de Doria. "Quem sabe não fazemos uma dobradinha para Doria presidente e Furlan governador? ", sugeriu durante entrevista à reportagem. Essa não é a primeira vez que o prefeito mostra o desejo de comandar o Estado de São Paulo. Ele já chegou a abordar o assunto em outras ocasiões.

Se depender da relação atual dos dois tucanos, o cenário pode se concretizar. Desde o início de seu mandato, Doria já
confirmou a construção de dois
hospitais para Barueri: unidade regional, que será erguida por meio de Parceria Pública Pública e um hospital veterinário, anunciado na última semana pela deputada federal Bruna Furlan (PSDB).

Parceria
O pedido da construção de um hospital regional também tinha sido feito pelo prefeito de Santana de Parnaíba Elvis Cezar (PSDB) e pelo deputado estadual Cezar, da legenda, que ofereceram terreno no município para a obra. Elvis, que não poderá disputar o pleito de 2020 por já estar em seu segundo mandato consecutivo, afirmou que acompanhará o governador até 2022 "rumo ao planalto".


A declaração pode sinalizar uma possível concorrência entre o prefeito de Parnaíba e Furlan para a disputa da cadeira no Palácio dos Bandeirantes. O prefeito ainda não abriu planos futuros e nem o nome de quem apoiará para ser seu sucessor

Bolsonaro

Os prefeitos de Santana de Parnaíba e de Barueri, Elvis Cezar e Rubens Furlan, respectivamente, não concordam com a posição que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) têm tomado diante de alguns casos, como falas sobre o desaparecido na época da ditadura militar, Fernando Santa Cruz. "Eu acho que o presidente deveria trabalhar mais e ficar mais em silêncio, seria uma medida muito prudente para ele consolidar o sucesso que teve nas urnas", disse Elvis.

Segundo Furlan, que dividiu o plenário com o presidente na época em que era deputado federal em 1999/2003, Bolsonaro fala muita 'besteira'. "Infelizmente, o Brasil é governado por ele, mas eu acredito muito em sua equipe econômica dele, nem tudo está perdido. Creio que o Paulo Guedes (ministro da Economia) vai fazer as reformas que o Brasil precisa". 


Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 18 Agosto 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário