Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Doria fala em sanção a municípios, mas Marco Vinholi promete diálogo

O Governador João Doria promete medidas judiciais contra os municípios rebeldes. (Foto: Governo do Estado de SP)

O governador João Doria (PSDB) ameaçou nesta quinta-feira (23) suspender o plano de reabertura gradual da economia, previsto para ter início em 11 de maio, caso os municípios do Estado de São Paulo sigam com um índice de isolamento inferior a 50%, piso estabelecido pelas autoridades estaduais para que os paulistas possam tentar retomar as atividades. 

"Se não fizeram (o isolamento social até o dia 10 de maio), por rebeldia, ou por alguma decisão de ordem pessoal ou política, nós vamos ter que tomar medidas judiciais. É sempre melhorar dialogar e convencer, mas se necessário utilizaremos a força da Justiça", afirmou o governador. 

Apesar do tom incisivo, seu secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que não haverá sanções para os municípios que não estejam atingindo a meta. "A gente dialoga com os municípios para seguir a linha do governo", afirmou. "Nós temos avançado com diálogo e vamos seguir assim", disse Vinholi. 

Na quarta-feira (22), a taxa de isolamento na capital e na Região Metropolitana de São Paulo foi de 48%.No mesmo dia, ao anunciar o plano de reabertura, Doria elencou os 20 municípios que superaram os 60% de moradores em casa - nenhum da Região Oeste estava entre eles. 

Nas ruas de Santana de Parnaíba e Barueri, a sensação é que de que o comércio já está sendo retomado aos poucos, e que a população está se antecipando à proposta das autoridades estaduais. 

"Esses dias o isolamento social está muito difícil", reconheceu o prefeito Elvis Cezar. "Como nós vamos retomar a atividade se tivermos contágio em massa, com milhares de pessoas doentes?", criticou, durante live nesta quinta (23). "O isolamento se faz necessário para impedirmos o contágio avassalador desse vírus que mata", disse. 

Na quarta-feira (22), o Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo registrou uma adesão de apenas 43% da população em Barueri, depois de um pico de 56% em 29 de março. Em Parnaíba, o mapeamento mostrou que 51% dos parnaibanos se isolaram, contra um recorde de 63% também em 29 de março.  

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 28 Mai 2020

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

No Internet Connection