Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Deputados da Alesp cortam 30% do salário e vão doar R$ 320 mi para combater Covid-19

Os deputados da Alesp em sessão virtual que decidiu sobre o corte de salários dos parlamentares. (Foto: Divulgação/Alesp)

A Assembleia Legislativa de São Paulo reduziu em 30% os salários dos deputados estaduais e funcionários comissionados, além de cortar 40% das verbas de gabinete. Graças a essas e outras outras medidas de enxugamento, a Casa irá doar R$ 320 milhões ao Governo do Estado para o combate à Covid-19.

As medidas entraram em vigor na última sexta-feira (1º), e devem durar até 31 de dezembro, data prevista para o fim do decreto estadual de calamidade pública.

"Cortamos na própria carne. Temos responsabilidade com a população de São Paulo e demos nossa contribuição para o combate a Covid-19", disse o deputado Cauê Macris (PSDB), presidente da Casa. Segundo ele, os cortes representam 25% do orçamento do Legislativo estadual. 

Em uma propositura publicada no Diário Oficial na terça-feira (5), o deputado Cezar (PSDB) solicitou ao governador João Doria (PSDB) a remessa de 5% do total das verbas que serão destinadas ao Estado para incentivar a pesquisa de soluções que ajudem a criar respiradores mais baratos. 

"A reserva deste montante para pesquisa e projetos, cerca de R$2 milhões por mês, é fundamental para auxiliar o importante trabalho realizado por professores, pesquisadores e engenheiros", diz o deputado, que pede que o montante seja destinado a universidades públicas. 

"Assim, a rede pública poderá comprar aparelhos em larga escala e contribuir sobremaneira no atendimento aos pacientes", afirma o deputado. Recentemente, engenheiros da Universidade de São Paulo (USP) anunciaram a criação de um ventilador pulmonar emergencial que custa R$ 1 mil - 15 vezes menos do que o equivalente mais barato no mercado. 

Além de salários e verbas de gabinete, o corte de gastos da Alesp inclui a redução de até 20% dos salários dos funcionários comissionados, a doação de 80% do Fundo Especial de Despesas da Casa e a suspensão dos pagamentos de Licença Prêmio em dinheiro. 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 28 Mai 2020

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

No Internet Connection