De olho nas urnas, políticos da região intensificam lives

O vereador de Barueri, Allan Miranda (PSDB), diz que bateu recorde de visualizações nos canais das redes sociais (Arquivo Folha de Alphaville/ Michela Brígida)

A menos de 5 meses para as eleições municipais, que podem ocorrer em 15 de novembro (1º turno) e 29 de novembro (2º turno) conforme aprovação do Senado, na terça-feira (23), medida que passará pela Câmara dos Deputados (veja matéria abaixo), políticos tentam 'marcar presença' para se comunicar com o eleitorado em tempos de pandemia. 

Sem a possibilidade de intensificar visitas e os conhecidos cafezinhos aos correligionários, que demandam contato físico, o famoso tête-à-tête, vereadores e prefeitos da região, como Elvis Cezar (Santana de Parnaíba) e o veterano Rubens Furlan (Barueri) têm aderido às lives para discutir assuntos diversos.

O vereador tucano de Barueri, Allan Miranda, que deve tentar a reeleição, afirma que fez duas lives e bateu recorde de visualizações nos canais do Facebook e Instagram (em relação a representantes do poder legislativo municipal), com 591 views. "Sempre fui muito ativo nas redes sociais, para mim não é só uma adaptação, é constatar a força das redes", disse. Allan ressaltou que é o parlamentar da cidade com o maior número de seguidores no Instagram (11.200). "Os vereadores com mandato têm um trabalho de anos que poderão colher frutos, o difícil é para quem vai aparecer só na campanha. Estou certo de que realizamos um grande mandato, com 22 projetos que viraram lei", finalizou.

Legislação

Já a vereadora de Santana de Parnaíba, Sabrina Colela (Avante), que também é pré-candidata à reeleição, diz que continua acessível e não mudou em nada seu jeito de fazer política. "Acredito que tenho um trabalho consolidado ao longo dos quatro anos, da mesma forma que não alterei meus atendimentos e contato com moradores. Pensarei como atuar em uma possível campanha até mesmo porque sou uma pré-candidata ainda", ponderou.

O advogado especialista em direito eleitoral, Alberto Rollo, do escritório Alberto Rollo Advogados Associados, ressalta que "a lei diz que agora estamos na pré-campanha, ou seja, o pré-candidato pode aparecer, mas não pode pedir voto. Durante a campanha eleitoral aí sim, pedido de voto expresso. Por enquanto, é discutir ideias", falou.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 08 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário