Bruna Furlan votou a favor do Coaf no Ministério da Justiça

Deputada Federal disse que seu voto foi pela população (Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados, na última semana, 'decretou' uma relevante derrota ao governo Bolsonaro (PSL), ao retirar o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) do Ministério da Justiça, comandado por Sergio Moro, e passá-lo para o Ministério da Economia. 

O resultado foi de 228 votos a 210. A deputada federal Bruna Furlan (PSDB) votou favorável ao Coaf no Ministério da Justiça. Apesar disso, a parlamentar falou que deu esse parecer "embora contrária por razões técnicas. Votei porque a população acha que assim combateremos a corrupção. Se o povo não perder a esperança já me deixa feliz porque eu estou perdendo a minha", disse. Em suas redes sociais, Bruna aproveitou para alfinetar mais uma vez o governo do presidente. "Depois do horror que se transformou o parlamento pós Bolsonaro e PSL fui buscar o bom ânimo no calçadão em Carapicuíba", ressaltou.

Senado
O texto passou pelo Senado, conforme aprovado pela Câmara dos Deputados, e agora vai à sanção presidencial. Portanto, o Coaf mantido no Ministério da Economia.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 25 Junho 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário