Barueri e Parnaíba têm 12 prefeituráveis na disputa ao cargo

No domingo (27/9) foi dada a largada para as Eleições Municipais 2020, com o início da campanha aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Agora, os candidatos estão liberados para pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita. A propaganda gratuita em rádio e televisão do 1º turno, marcado para 15 e novembro, será veiculada de 9 de outubro a 12 de novembro.

Em Santana de Parnaíba, o prefeito Elvis Cezar (PSDB) tem realizado uma verdadeira maratona para tentar eleger o vereador Marcos Tonho (PSDB).
Desde o anúncio de sua escolha, no dia 3, até quarta-feira (30/9), o gestor já havia cumprido 24 agendas eleitorais ao lado de Tonho, em vários bairros da cidade, com o apelo de manter a cidade na rota do desenvolvimento.
Tonho enfrentará o ex-prefeito da cidade, Silvinho Peccioli (PSD), que ainda não se mostrou ativo na internet, além de outros três candidatos. À reportagem, Peccioli diz que quer focar no desenvolvimento econômico e ações sociais.

Atuação
De acordo com apuração da Folha de Alphaville, junto às redes sociais dos candidatos ao cargo majoritário no município, o médico Danilo Ferraresi (PTB), morador de Alphaville, decidiu abrir oficialmente sua campanha com um vídeo falando sobre seus projetos para a cidade. Ele tem apresentado, por meio da TV 14 e transmissão na internet, dados críticos de Parnaíba como índices referentes a saneamento, educação, saúde, entre outros. O candidato também já percorreu bairros periféricos como o 120. No próximo domingo (4) está prevista uma carreata em apoio ao Dr. Danilo, com saída às 10h30 da Estrada Tenente Marques 6.789.

A médica Juliana Gonçalves (PRTB), moradora de Alphaville, também ressalta as falhas da atual gestão. Juliana vai até trechos do município e relata problemas locais por meio de vídeos. Pelo WhatsApp, ela recebe pedidos de visitas aos bairros, com horários agendados, por conta da pandemia. Outro disputante médico, Daniel Junior (PSOL), tem pregado mudança política em suas redes e agradecido apoios recebidos.

Barueri
Em Barueri, o prefeito Rubens Furlan (PSDB), que tentará a reeleição, tem feito vídeos e posts sobre seus investimentos ao longo do mandato e ressaltado os projetos desenvolvidos por áreas na cidade. O veterano ressalta os eixos segurança, educação, tecnologia, saúde e obras, como os de maior relevância.

Baltasar Rosa (PT) prega coragem de mudança e participa de debates sobre diversas temáticas, além de se reunir com representantes de órgãos variados e sindicatos. 

O capitão Ataliba (Podemos) foca seu discurso no olhar humano, em "um prefeito que cuide das pessoas e não pense somente e obras".
Mari Tavelli (PSB) diz que faz parte da nova política e pede transformação e renovação para Barueri. Ela prega inclusão, participa de lives, debates e realiza visitas em bairros e feiras. 

Julio Leal (PMN) concentra seus esforços em criticar a gestão municipal nas redes sociais. Reinaldo Monteiro (PROS) participa de debates. A reportagem não encontrou postagens sobre o assunto do Professor Balde (PSOL) até o fechamento.

Confira as regras eleitorais:

Rua
Distribuição de santinhos e adesivos será permitida até as 22h da véspera das eleições (14 de novembro);
Colocação de adesivos em bens privados como automóveis, caminhões, motocicletas e janelas residenciais, desde que não excedam a dimensão de 0,5m2;
Até 12 de novembro: Comícios, das 8h às 0h, desde que avisado pelo menos 24 horas antes à autoridade policial. Apresentação de artistas estão vedadas;
Até 13 de novembro: anúncios na imprensa escrita desde que respeitem o tamanho máximo do anúncio por edição;
Até o dia 14 de novembro: Alto-falantes ou amplificadores de som podem ser utilizados das 8h às 22h, observando-se as restrições de local;
Bandeiras e mesas para distribuição de materiais são admitidas ao longo das vias públicas, desde que não atrapalhem o trânsito de pessoas e veículo.

Na Internet
Propagandas eleitorais são permitidas em sites dos candidatos, partidos e coligações. O endereço eletrônico deve ser comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado em provedor estabelecido no país.
Mensagens eletrônicas são autorizadas apenas para endereços previamente cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido político ou coligação.
A campanha por meio de blogs, redes sociais, aplicativos de mensagens instantâneas, mas o conteúdo deve ser gerado ou editado pelos candidatos, partidos ou coligações. Todo impulsionamento deverá conter, de forma clara e legível, o número de inscrição no CNPJ ou CPF do responsável, além da expressão "Propaganda Eleitoral".

Debates
Permitidos - até de 12 de novembro - em rádios ou canais de televisão, assegurada a participação de candidatos dos partidos com representação no Congresso Nacional de, no mínimo, cinco parlamentares.

Proibidos
Propagandas via telemarketing em qualquer horário;
Disparo em massa de mensagens instantâneas sem permissão do destinatário;
Veicular propaganda eleitoral em sites de pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, e em portais oficiais ou hospedados por órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta;
Impulsionamentos de posts e mensagens por terceiros.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 30 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário