Aos 71 anos, Barueri segue como cidade à frente do seu tempo

Barueri conquistou um dos polos econômicos mais fortes do país (Jorge Alexandre/Arquivo Folha de Alphaville)
Furlan diz que educação de primeira é um dos focos da gestão (Michela Brígida/Folha de Alphaville)

​Barueri, município destaque no cenário estadual, que celebrou 71 anos nesta quinta-feira, 26 de março, tem se mostrado uma cidade à frente do seu tempo há mais de duas décadas, quando lançou um pacote de incentivos fiscais que atraiu centenas de empresas, entre os anos 1983 e 1988, e apontou a vocação da cidade.

Em seu primeiro mandato, o prefeito Rubens Furlan, baixou a alíquota do ISS (Imposto de Serviços), que era de 5%, para 0,5%, e pouco tempo depois, para -0,25%. A medida contribuiu para a formação de um forte polo econômico, entre os maiores do país. São mais de 31 mil empresas instaladas na cidade, sendo cerca de 10 mil na região de Alphaville e 3,6 mil no Tamboré, segundo levantamento da prefeitura. O maior segmento identificado foi na área de prestação de serviços: apoio comercial, financeiro e administrativo, em segundo lugar, aparece o ramo da construção civil. De 2016 para 2019, a quantidade de companhias em Barueri saltou de 19,6 mil para 31,3 mil.

A área de educação, segmento priorizado pela gestão municipal, é a 'bola da vez', recebendo investimentos consideráveis. Tanto, que a cidade é destaque acima da média nacional em diversos itens relacionados a educação. A razão entre as matrículas de crianças de 0 a 3 anos em creche e o número de  alunos dessa faixa etária no município em 2018 foi igual a 56,6%, maior que a média do estado. 7.833 crianças estavam fora da creche na cidade nesse ano, o que representa 0,66% sem acesso à unidade no estado. Na pré-escola, a proporção entre as matrículas de estudantes de 4 a 5 anos na pré-escola e o número de crianças dessa faixa etária no município em 2018 foi igual a 117,4%, superior ao índice estadual. Nenhuma criança estava fora da pré-escola no município no período citado.

Quando analisado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), Barueri anotou o indicador do Ensino Fundamental I na rede pública igual a 6.5 em 2017, mesma média estadual. 26.049 estudantes estavam matriculados na rede pública dessa etapa de ensino no município, o que representa 1.1% do estado. 

Tecnologia na sala de aula

Para alcançar bons resultados, Barueri vem investindo em tecnologia nas salas de aula. A cidade foi a primeira do Brasil a implantar a plataforma do Google for Education, que possibilita aos educadores manter o aprendizado personalizado, e os alunos ganham mais tempo para aprender. "Compramos chromebooks e tem ainda as lousas eletrônicas e aparelhos para videoconferência. Nossos alunos têm tudo para ter acesso a tecnologia. Estamos fazendo um esforço muito grande", disse o prefeito. 

Investimentos na Saúde 

Em um cenário diferente do visto no Brasil, a Saúde, Barueri também se mostra visionária, há quase 20 anos com programas e construção de unidades especiais para oferecer melhor atendimento à população. 

De acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, o Estado de São Paulo registrou 6.680 mil óbitos infantis e 348 mortes maternas no ano de 2017. A Taxa de Mortalidade Materna no estado teve uma trajetória recente de crescimento com piora no ranking nos estados. Já em Barueri, entre 2007 e 2017, foi registrada uma variação de 28,3% na Taxa de Mortalidade Infantil e 0% na Taxa de Mortalidade Materna. Em números absolutos, a variação foi de -9 óbitos infantis e zero óbitos maternos. "Neste ano, trouxemos importantes equipamentos para o município, como o Centro de Diagnósticos, além de outras unidades. Em breve, entregaremos o Centro de o convênio para construir aqui o Hospital Regional, em parceria com o Estado", concluiu o prefeito.

Segurança

Um dos desafios impostos pelo Programa Parcerias Municipais, do qual Barueri é integrante, é reduzir os índices de criminalidade, por meio da união de esforços. O município teve uma taxa de roubos de 381 em 2018, menor que a média do estado. Foram registrados 992 crimes nesse ano, 0,3% do total de roubos no estado. Ainda diminuiu índices como de homicídio doloso e furtos em geral. "Investimos na Central de Videomonitoramento, aumentamos o número de câmeras instaladas nos bairros. Estas ações foram implantadas para aumentar a sensação de segurança dos moradores da região. Foram colocados equipamentos fixos e OCRs. As domes (câmeras 360 graus) estão posicionadas em pontos como as Avenidas dos Pássaros, dos Pinheiros, dos Lagos, entrada da Aldeia da Serra e saída para Santana de Parnaíba", destacou a gestão. 

Todas as câmeras são integradas a Central de Videomonitoramento de Barueri. Por lá, tudo é monitorado por agentes da Guarda Municipal (GCM), que consegue atuar de forma efetiva quando há alguma ocorrência. Além do trabalho em conjunto com o Estado, por meio do Sistema Detecta, que identifica irregularidades em veículos, como quando a placa consta produto de roubo, por exemplo.

Veja mais notícias sobre Especiais.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 04 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário