Empresa cria sistema que transforma lixo oceânico em combustível

lixo-marinho-combustivel-8
O objetivo da empresa é processar até uma tonelada de resíduos plásticos por dia

Segundo a Fundação Ellen MacArthur, uma das instituições mais influentes em relação à sustentabilidade, se nada for feito, até 2050 a quantidade de plástico pode ser maior do que a de peixes. Por isso, a startup alemã Biofabrik decidiu reaproveitar esta imensa quantidade de lixo marinho para produzir combustível.

Batizado de WASTX, depois de 6 anos de muitos testes a startup está finalmente lançando sua tecnologia, totalmente automatizada e capaz de reciclar tipos de plásticos que antes não eram possíveis. 

Através do sistema desenvolvido pela empresa, um quilograma de lixo plástico vira um litro de combustível e cada litro de combustível fornece cerca de 3,5 kWh de energia elétrica. 

Os compostos dos resíduos plásticos são quebrados por altas temperaturas e transformados em combustível líquido ou gasoso. O produto gerado pode ser usado em geradores ou turbinas ou até mesmo convertido em energia elétrica.

Com a fábrica instalada na cidade de Dresden, a produção começará em breve e o objetivo da empresa é processar até uma tonelada de resíduos plásticos por dia. 

Veja mais notícias sobre Empresas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 18 Agosto 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário