Quatro setores conseguem superar ‘freada’ econômica, revela estudo

Segmento de construção alavanca economia (Pixabay)
De acordo com um estudo realizado pelo Itaú Unibanco, apenas 4 dos 14 setores analisados conseguiram superar a freada brusca gerada pela pandemia no nível de atividade do país. 

O agronegócio, a construção civil, o setor de alimentos e nichos que operam com tecnologia, como os aplicativos de entrega e empresas de vendas online, convivem hoje com demanda acima ou similar às registradas no início do primeiro trimestre, antes da adoção de medidas de restrição.

Construção
Segundo Mauro Dottori, presidente da MPD Engenharia, os três primeiros meses da pandemia, de março a maio, não foram bons para o mercado.
As vendas ficaram abaixo do projetado anteriormente, "mas quando olhamos o panorama da pandemia, isso era o esperado. No entanto, já a partir de junho, começamos a retomar os resultados. Estamos vendo, inclusive, julho e agosto superando as projeções feitas por nós, além de números muito bons quando comparamos à série histórica do setor imobiliário, puxado muito nos últimos meses pelos empreendimentos de médio e alto padrão. Acreditamos que isso deve seguir de maneira positiva nos próximos meses", avaliou.

Aplicativos
Os aplicativos de entrega e empresas de venda online também estão entre os responsáveis pela aceleração da economia, conforme estudo do Itaú Unibanco. 

O serviço de delivery na região tem ganhado diversas novidades, como o Holy Pasta Food Truck, que migrou da Avenida Faria Lima para Alphaville. Os pedidos podem ser feitos diretamente pelo link zappay.vc/holypasta. Pizza Bráz (www.brazpizzaria.com.br/delivery), pedidos via Rappi e Madero (Alameda Mamoré, 687), são algumas opções novas. 

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 23 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário