Economia

Empresárias criam grupo de networking para mulheres

Economia

Empresárias criam grupo de networking para mulheres

Objetivo do Empodera é ajudar empresárias a desenvolver seus negócios e relacionamentos profissionais 

Fátima Cossolin e Aline Santiago criaram o Empodera ao perceberem que grupos tradicionais não eram pensados para esse público. (Foto: Andréa Felizolla /Folha de Alphaville)
Diante das dificuldades vividas no dia a dia por muitas mulheres empreendedoras, como a falta de tempo causada pela dupla jornada de trabalho dentro e fora de casa, as empresárias Aline Santiago e Fátima Cossolin decidiram tomar uma atitude: elas criaram o Empodera, uma organização destinada a facilitar o networking para o público feminino. 

"A mulher empreendedora tem dificuldade de conhecer outras empreendedoras por conta do tempo", diz Aline. "O Empodera dá a ela a oportunidade de fazer networking. Nosso objetivo é ajudar empresárias mais consolidadas, com um perfil mais corporativo, a gerar receita, fomentar negócios e relacionamentos profissionais", afirma.

Ao contrário de outros grupos de networking pensados pelo e para o público masculino, no Empodera as reuniões são mais espaçadas e em horário mais acessível às mulheres. Em Alphaville, os encontros acontecem sempre nas segundas terças-feiras do mês, das 8h às 10h00.. Para participar, basta entrar em contato com o grupo pelo Instagram (@oficial.empodera) ou pelo Facebook (Empodera Alphaville). O próximo evento será em 11 de fevereiro. 

"A grande mágica é o que acontece entre uma reunião e outra", conta Anna Novaes, participante do grupo. "A gente visita a empresa uma da outra para saber o que a outra faz, para ser uma potencial vendedora do negócio da colega. As pessoas pedem referências de profissionais e quando tem alguém no nosso grupo que atende os requisitos, nós indicamos, isso cria visibilidade para os membros do grupo e gera negócios", afirma.

Criação
Criado em janeiro de 2019, o grupo completou um ano com dois núcleos abertos - além do original, em Alphaville, há também um em funcionamento no bairro do Tatuapé, em São Paulo. Em fevereiro, dois novos espaços devem começar a sediar encontros periodicamente, um em Brasília e o outro em Porto Alegre, totalizando cerca de 100 mulheres participantes nos trabalhos da organização. 

"O fato de ser mais flexível que outros grupos de networking já ajuda muito as mulheres", diz Anna. "Lá dentro, nós temos práticas de educação para que as próprias mulheres reavaliem seu comportamento como empreendedoras; tem muitas mulheres, por exemplo, que perdem emprego quando tem filho e depois não conseguem voltar ao mercado. É um trabalho de conscientização", diz. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários: 1

Visitante - Raquel Bergamini Ribas lima em Domingo, 18 Outubro 2020 21:16

Ola, me chamou Raquel Bergamini tenho uma frutaria no Alphaville faço entregas delivery. Gostaria muito de participa do projeto e acrescentar todo meu conhecimento.

Ola, me chamou Raquel Bergamini tenho uma frutaria no Alphaville faço entregas delivery. Gostaria muito de participa do projeto e acrescentar todo meu conhecimento.
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/