Quinta, 03 Dezembro 2020

Economia

Call center em Alphaville adota home office para driblar epidemia

Economia

Call center em Alphaville adota home office para driblar epidemia

 Estamos quebrando um paradigma", diz CEO da empresa; 100% dos funcionários já estão trabalhando de casa

Vito Chiarella, CEO da MindBe, empresa que descentralizou operação (Foto: Divulgação)
O home office tem sido adotado por inúmeras empresas do setor de serviços para driblar as restrições impostas pelas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus. Apesar de ser comum em empresas de menor porte, esse regime de trabalho também foi abraçado por companhias maiores. É o caso da MindBe, empresa de Costumer Experience e Call Center com cerca de 500 funcionários que fica na Alameda Araguaia, em Alphaville.


"A medida atinge 100% dos colaboradores, incluindo aqueles que realizam trabalho de atendimento 'humano' em nossa empresa", diz Vito Chiarella, CEO da companhia.

O trabalho à distância começou a ser implementado em 12 de março, quando foi anunciada a primeira infecção comunitária em São Paulo. Quatro dias depois, o sistema de home office foi iniciado com o revezamento de 50% do quadro de funcionários, e desde então foram implementadas ações preventivas para os trabalhadores que ainda estão na empresa, como a distância de ao menos dois metros entre eles. 

Hoje, com o processo de descentralização concluído, todos os colaboradores já estão trabalhando de casa. "O plano todo partiu da premissa de proteger a saúde das pessoas e cuidar delas antes dos nossos interesses, se nós cuidarmos deles as questões comerciais da empresa seriam atendidas", diz Chiarella. 

Para conscientizar os colaboradores, a MindBe também criou um sistema de premiação para os funcionários - 80% deles, mulheres - que permanecem em casa, mesmo fora do horário de trabalho. 

"Executando as funções dele em casa, o colaborador acumula pontos para ganhar uma premiação futura, e isso incentiva o funcionário a trabalhar de casa", afirma o CEO. As premiações vão desde um vale cinema até uma remuneração em dinheiro que pode chegar a até 30% do salário dos funcionários.

O processo, diz Chiarella, "está mudando a forma de trabalhar e está sendo uma experiência" para a empresa. "Estamos quebrando um paradigma", afirma.

Tendência

Mesmo antes da epidemia de Covid-19, o número de pessoas trabalhando de casa vinha aumentando no Brasil. Segundo estudo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgado em dezembro de 2019, o número de trabalhadores cujo local de trabalho era o domicílio aumentou 16,2% entre 2016 e 1017, com uma alta ainda maior, de 21,1%, no período entre 2017 e 2018. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 04 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/