Espaço Ama abre em Alphaville, em mercado que movimenta R$ 50 bi

Adelaide Maia, proprietária do local, é artesã e moradora da região (Michela Brígida/Folha de Alphaville)

​Nos últimos 20 anos, com o crescimento da economia criativa, o artesanato brasileiro se fortaleceu. O mercado movimenta R$ 50 bilhões por ano e sustenta cerca de 10 milhões de pessoas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD) publicada pela revista EXAME, entre 2004 e 2014, o setor de decoração registrou um crescimento de quase 500%, chegando a faturar mais de R$ 5 bilhões só em 2013.
Na região, foi inaugurado recentemente o Espaço Ama (Calçada Flor de Lótus, 65 - Centro Comercial Alphaville). A loja conta com materiais para artesanato, além de realizar entregas em todo o país e área exclusiva para cursos dirigidos à adultos e crianças. 

O projeto foi idealizado pela moradora da região, artesã e especialista, Adelaide Maia, que transformou a sua paixão em negócio, "não tínhamos na região um ambiente acolhedor para desenvolver as habilidades artísticas dos participantes em técnicas como Cartonagem, Decoupage, Quilling, Lettering e outras. São práticas que transformam ideias em presentes personalizados ou em lindos cadernos de recordações que ficam para sempre na memória", explicou a empresária.

Personalizados de luxo
O Ama produz ainda gifts de luxo para as mais diferentes ocasiões, sejam festas infantis temáticas, com os personagens mais queridos das crianças, até brindes corporativos. "É uma realização poder trabalhar com criações tão personalizadas produzidas de forma totalmente artesanal e com primor em cada detalhe. Todo esse processo até o produto final é muito especial, envolvente e desperta nas pessoas que praticam os cursos uma sensação de bem-estar enorme", falou Adelaide.

Público
Nos workshops exclusivos para crianças os cuidados são redobrados e, na aplicação práticas acessórios cortantes como tesouras e estiletes não são usados. Visando o melhor aproveitamento das aulas, os grupos infantis contêm no máximo sete alunos. Já as aulas para adultos incluem até 12 participantes, que compartilham os momentos de ensinamento teórico e prático em uma roda de bate papo.

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 11 Dezembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário