Cai não cai

Ficar em casa tem o condão de nos fazer pensar na vida, refletir. Imagino que uma das pessoas que mais devem estar fazendo isso é o técnico do Corinthians Tiago Nunes. E razões não lhe faltam. 

O péssimo início de trabalho que ele mostrou tem dois motivos básicos: o nariz empinado com o qual chegou e a expectativa exagerada criada, principalmente nas redes sociais, sempre elas. Expectativa essa que ele nunca se preocupou em minimizar.

Rogério Ceni mostrou no Cruzeiro que um treinador nem sempre pode chegar chegando. Notadamente os principiantes, casos dele Rogério e de Tiago Nunes. O técnico do Corinthians errou feio ao dizer na entrevista de apresentação que estava dispensando Ralf porque o jogador não se enquadrava no seu modelo de jogo. Mas qual modelo é esse ??? Será que ele esqueceu que foi campeão no ex-clube com Wellington como cabeça de área, nada mais do que um Ralf piorado ???
Tiago Nunes também errou ao alimentar a expectativa de que veio para mudar totalmente a maneira do time jogar. Em várias entrevistas, faltando com o respeito para com o antecessor, ele disse que agora o time jogava para frente, que o ataque iria produzir mais. A realidade se mostrou bem diferente. Hoje o Corinthians perdeu a segurança defensiva que tinha com Fábio Carille e não ganhou força ofensiva. 

Portanto, é hora de baixar a bola. Ou Tiago Nunes se conscientiza que precisa ser mais humilde e respeitar quem tem uma história no clube que ele ainda nem começou a construir ou terá que recomeçar a vida em outro lugar. E esse recomeço, caso ocorra, não será nada fácil.

E fiquem em casa. 

Veja mais notícias sobre Colunistas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 05 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário