Domingo, 14 Agosto 2022

Cidades

Em uma semana, Barueri tem alta de 50% dos casos de Monkeypox

Alerta Cidades

Em uma semana, Barueri tem alta de 50% dos casos de Monkeypox

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, nesta quarta-feira (3), Barueri tinha seis casos confirmados da doença, ante quatro na semana anterior

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o principal sintoma da doença é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas (Foto: Freepik)

Nesta segunda-feira (1/8), o Ministério da Saúde publicou orientações sobre a Monkeypox, conhecida como varíola dos macacos, para profissionais da saúde, gestantes, lactantes e puérperas. Entre as recomendações, está o uso de máscaras e de preservativos em todos os tipos de relações sexuais. Além disso, no dia 29, o órgão ativou o Centro de Operação de Emergências (COE) para elaboração do Plano de Contingência do surto da doença no país e anunciou a compra de 50 mil doses de vacina. 

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, nesta quarta-feira (3), Barueri tinha seis casos confirmados da doença, ante quatro na semana anterior, alta de 50%. Na região são oito em Carapicuíba, sete em Cotia, 11 em Itapevi, um em Jandira e 17 em Osasco, chegando a um total de 44. Santana de Parnaíba segue sem ocorrências. Em todo o estado, já são 1.184 casos confirmados. 

A pasta informou que o principal sintoma da doença é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas, além de caroço no pescoço, axila e virilhas, febre, dor de cabeça, calafrios, cansaço e dores musculares. 

Testes

Neste mês, a Dasa, maior rede de saúde integrada do país, lançou o teste PCR em suas unidades de diagnósticos para detecção da Monkeypox. Eles estão disponíveis nos laboratórios Delboni, Lavoisier, Salomão Zoppi e Alta Diagnósticos.

Segundo a empresa, a confirmação laboratorial é feita com a coleta de amostras cutâneas para realização de PCR. Os exames deverão ser agendados, com apresentação obrigatória do pedido médico e do código gerado após o preenchimento do formulário, feito pelo médico solicitante direto no redcap, plataforma do Ministério da Saúde. 

Por conta do protocolo e da logística da realização dos exames, os resultados são disponibilizados em 24 horas em São Paulo e no interior.

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/