Cidades

Corrida por vacinas contra gripe aumentam em 200% procura em clínicas particulares

Cidades

Corrida por vacinas contra gripe aumentam em 200% procura em clínicas particulares

O custo, de acordo com levantamento feito pela redação em três estabelecimentos, varia de R$ 150 e R$ 200 

Clínica VacinVille adotou sistema drive-thru para vacinação de grupo de risco (Foto: Divulgação/VacinVille)
A campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) teve início na segunda-feira (23) mas, poucas horas depois, as cidades da região já anotavam falta do imunobiológico, assim como na capital. Santana de Parnaíba retomará a vacinação nesta sexta-feira (27) e Barueri restabeleceu a campanha na quinta-feira (26). 

Por conta da corrida pelas doses nas Unidades Básica de Saúde (UBSs), as clínicas de vacinação em Alphaville registraram aumento na demanda. Segundo Danilo Scheit Vieira Jr, diretor técnico da AlphaImune, a procura por doses aumentou mais de 200%. O custo, de acordo com levantamento feito pela redação em três estabelecimentos, varia de R$ 150 e R$ 200.
"Para que se tenha um fluxo sem aglomerações, estamos distribuindo em torno de 100 senhas por dia para que as pessoas venham somente no momento da vacina", explicou Danilo. 

Já a VacinVille adotou o sistema de drive-thru, em que pessoas do grupo de risco são vacinadas dentro do carro. "Ampliamos este serviço também para gestantes e pessoas com necessidades especiais. Além disso, abrimos aos sábados duas horas mais cedo para os idosos e 1 hora mais cedo durante a semana", apontou Lilian Zaboto, proprietária da clínica. 

Barueri também aderiu ao sistema. Na quinta-feira (26), a prefeitura montou um posto de vacinação em frente ao Ginásio Poliesportivo José Corrêa. Nesta sexta-feira (27), teria um drive-thru na Fieb (Av. Andrômeda 500), em Alphaville, das 10h às 16h. Mas a gestão municipal informou que teve que realizar algumas mudanças e por isso a aplicação de doses está ocorrendo dentro da unidade. 

Importância da vacinação
Segundo Lilian Zaboto, a vacina contra gripe não previne contra a Covid-19, mas é um facilitador de diagnóstico. "Caso o paciente apresente um quadro de síndrome gripal, mas tomou a dose, provavelmente ele esteja com Covid-19", explicou.

A especialista explica que, com a chegada do outono, tem início a época de surto da gripe. "No ano passado, muitas pessoas não se vacinaram. Com isso, a imunidade diminui, os vírus se modificam", concluiu. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 01 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/