Domingo, 14 Agosto 2022

Cidades

Com dengue em alta, gestão de Barueri relata dificuldade de acesso a condomínios

Em Alphaville Cidades

Com dengue em alta, gestão de Barueri relata dificuldade de acesso a condomínios

De janeiro a março, município teve alta de 54% dos casos em relação a 2021

Segundo a Prefeitura de Barueri, agentes de controle de endemias são responsáveis pelas visitas domiciliares (Foto: Julio Cesar Almeida/Arquivo Folha de Alphaville)

Segundo dados do relatório do Ministério da Saúde, de janeiro a abril deste ano, o número de casos de dengue no estado de São Paulo teve aumento de 3,2% em relação ao mesmo período do ano passado. A doença é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti e, entre os principais sintomas, estão a febre alta, erupções cutâneas e dores musculares nas articulações. Barueri tem seguido a mesma tendência. 

Segundo dados disponibilizados no Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE)"Prof. Alexandre Vranjac" e levantados pela reportagem, nos três primeiros meses deste ano, ou seja, em janeiro, fevereiro e março, foram registrados 17 casos da doença. Já no mesmo período de 2021 foram 11 ocorrências, aumento de 54,54%. 

A Prefeitura de Barueri informou que, em abril, especificamente, três casos foram confirmados na cidade, enquanto no ano passado, o número chegou a 21. 

Já em Santana de Parnaíba, de acordo com o CVE, houve uma queda nas ocorrências. Nos primeiros três meses do ano, a cidade anotou 12 casos de dengue, contra 32 em comparação a 2021. A redução foi de 62,5%. 

Ações 

À reportagem, a gestão barueriense explicou que, entre as ações de combate à dengue, estão as visitas domiciliares em imóveis em geral, especiais e em pontos estratégicos pelos agentes de controle de endemias do município. 

"Com relação à Alphaville, as visitas são programadas para acontecer em quatro ciclos por ano. A dificuldade, no entanto, é para entrar em alguns condomínios, que impedem o acesso dos agentes de endemias", explicou a gestão.

Na cidade, denúncias podem ser feitas pelo Disque Dengue (0800-7717207), que funciona de segunda a sexta-feira, em horário comercial. "Neste telefone, o morador recebe informações sobre a doença e indica locais abandonados e mesmo imóveis particulares que, potencialmente, podem tornar-se criadores da larva do mosquito", apontou. 

A assessoria de comunicação de Santana de Parnaíba não retornou sobre o assunto até o fechamento da edição, mas em janeiro deste ano, anunciou que os agentes da prefeitura realizam diariamente visitas em locais, como casas e empresas de reciclagem, fazendo ações contra a proliferação da dengue. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 4154-6785.

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/