Domingo, 14 Agosto 2022

Cidades

Após 7 anos, Santana de Parnaíba autoriza reajuste das tarifas dos serviços de táxis

Mudança Cidades

Após 7 anos, Santana de Parnaíba autoriza reajuste das tarifas dos serviços de táxis

A partir de agora, será cobrado R$ 4 para o quilômetro rodado na Bandeira I 

Novos valores foram determinados para corridas sem uso do taxímetro. De Alphaville até Aldeia da Serra, o preço é de R$ 58,63 (Foto: Graziela Costa/Folha de Alphaville)

A Prefeitura de Santana de Parnaíba publicou no Diário Oficial de sábado (30) um decreto que dispõe sobre o reajuste das tarifas dos serviços de táxis do município. A última vez em que os valores foram atualizados na cidade foi em 2015 pelo ex-prefeito Elvis Cezar. 

Segundo o documento publicado, a partir de agora, será cobrado R$ 5,30 para as chamadas Bandeiradas, R$ 4 para o quilômetro rodado na Bandeira I, R$ 5,20 para o quilômetro rodado na Bandeira II e R$ 43 para a hora parada. 

Anteriormente, o valor estabelecido era de R$ 4,50 para as Bandeiradas, R$ 2,75 para o quilômetro rodado na Bandeira I, R$ 3,40 para a Bandeira II e R$ 36 para a hora parada. 

De acordo com a publicação, "a tarifa Bandeira I será utilizada de segunda a sábado, das 6h às 20h, e a tarifa Bandeira II será de segunda a sábado, das 20h às 6h, e domingos e feriados o dia todo". 

Além disso, novos valores foram determinados para corridas sem o uso do taxímetro. Para quem sai de Alphaville, por exemplo, e vai para Aldeia da Serra, o valor será de R$ 58,63. Até o centro de Barueri, o preço estipulado é de R$ 94,38, enquanto até o Anhembi, R$ 131,56. 

Os moradores do bairro que quiserem se locomover aos principais aeroportos da região, há também valores fixos. Até o Aeroporto de Guarulhos, o preço será R$181,61, e para o de Congonhas, R$132,99.

Reajuste

À reportagem, Luciano Sousa, presidente da Cooperville Rádio Táxi, que fica no Centro de Apoio II, explicou que o reajuste da tarifa é de suma importância para o trabalho da categoria e que, no momento, aguardam a aprovação do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) para autorização de aferimentos de taxímetros para a aplicação dos valores atualizados.

"Durante esses anos, vimos valores de combustíveis e pedágios sendo reajustados. É de extrema importância esse reajuste para que possamos trabalhamos com valores compatíveis com o mercado de trabalho no ramo", afirmou. 

Ainda segundo Sousa, a possibilidade de trabalhar com valores fixos acaba sendo mais atrativa para os consumidores. 

"O cliente tem como opção o atendimento por valor de taxímetro e valor fechado, tendo este último possibilidade de negociação, onde pode ser mais satisfatório. Nossos serviços têm sido solicitados com mais frequência. Oferecemos um trabalho com segurança e qualidade e os clientes adquirem credibilidade conosco", apontou. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/