Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

6 dicas para quem vai fazer um intercâmbio em 2020

118815934-1024x682
Passar um tempo no exterior se tornou prioridade para muitos brasileiros, ainda mais no começo do ano. (Foto: Divulgação)

Com a chegada do fim do ano e início de um novo ciclo, muitas pessoas aproveitam o momento para investir em um intercâmbio. Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa recente realizada pela Belta - Brazilian Educational & Language Travel Association, a busca por educação internacional aumentou mais de 20% no último ano. Mas com tantas opções e com a ansiedade para que essa aventura chegue, muitos viajantes deixam de lado itens simples e super importantes para compor a mala na hora da viagem.

De acordo com o empresário Thiago Catti, sócio-fundador da The Six International Studies, agência de intercâmbio para o Canadá, é preciso realizar um check list, isto é, uma lista para checar se todos os itens necessários estarão tanto na mala de mão, quanto na bagagem que será despachada. 

"O planejamento financeiro não pode ficar de fora. Veja o valor da moeda do país de destino, faça economia, veja como poderá ganhar dinheiro por lá para se manter e invista em estudos. Muitas vagas aqui no Brasil já priorizam pessoas que moraram em outro país", explica Thiago que ficou seis meses em Toronto.

Abaixo, ele lista as principais dicas e pontua alguns itens para que a sua viagem seja perfeita. Confira:

Documentos

Pode parecer muito óbvio incluir este item aqui, porém, muitas pessoas esquecem de levá-los ou cometem o grave erros de colocar na mala que será despachada. "O passaporte, a identificação, papéis de hospedagem, de cursos, todos devem estar separados, preferencialmente na mala de mão, em que o acesso é mais rápido. Não bobeie bem na hora de embarcar. Se for o caso, compre uma doleira para guardá-los", salienta.

Adaptador de tomada

Dependendo do país destino, as tomadas podem apresentar um formato diferente e isso fará com que os seus utensílios como carregador de celular, secador de cabelos, por exemplo, não funcionem. Por isso, um dos itens indispensáveis são os famosos plugs ou extensões. "Nesse quesito, inclua um transformador que será muito útil nessa temporada, já que nem todos os equipamentos são bivolts e a tensão pode variar de 110v para 220v, dependendo da região", explica.

Todos os tipos de roupas

Não importa o lugar que você vá, se vai ficar pelo menos seis meses em outro país, tem que se preparar para enfrentar diversas temperaturas, você precisa estar equipado para isso. "Sugiro pesquisar tudo sobre o local, quais estações do ano você vai enfrentar e não exagere na quantidade de roupa. Se você vai para um lugar que faz calor, não encha a mala de casacos pesados. Nesse momento, quanto mais sucinto, melhor", indica.

Outra dica pontuada pelo especialista, é trazer roupas de tons neutros, versáteis e que combinam com tudo. Isso pode diminuir o peso da mala e evitar gastar muito dinheiro por lá. "Pense em conforto em primeiro lugar, você vai trabalhar, estudar, turistar, nada melhor do que roupas confortáveis", complementa.

Itens de higiene e pessoais

Leve livros, fones de ouvidos, toalhas de banho - as nossas sempre vão ser as preferidas -, câmeras fotográficas ou celulares para registrar cada momento e também remédios de uso comum, como antialérgicos e analgésicos. Também recomendo levar mochilas, pinças de sobrancelhas, amolador de cutículas e água oxigenada. "Evite levar coisas que ocupem muito espaço como cobertores e travesseiros", indica Thiago.

Pesquise o que não vale a pena comprar por lá

Nós brasileiros sabemos que praticamente todos os produtos do mercado são mais caros por aqui, já que somos considerados o país dos impostos. Mesmo assim, é preciso ficar atento a alguns itens que não valem em outros países. "No Canadá, por exemplo, não recomendo comprar esmaltes. As marcas brasileiras não ficam para trás em relação a qualidade e apresentam um preço muito menor. Apenas tome cuidado para não exagerar nos itens na mala, traga o excencial", comenta.

Se atente ao peso da mala

Depois de definir tudo o que deve levar, será necessário pesquisar qual o peso máximo da mala que o aeroporto aceita. Antes de chegar ao check in, pese a mala em casa ou em qualquer estabelecimento para ver se não ultrapassa. Se perceber que o peso está acima, tire alguns itens de roupas repetidos ou coisas que você poderá comprar enquanto estiver por lá. É importante também verificar as regras da companhia aérea que variam bastante.

"Como toda viagem, você também terá a opção de levar uma mala de mão, divida as coisas entre as duas, sempre respeitando os limites de peso. Além disso, para facilitar a identificação da mala no momento em que você chegar no seu destino, coloque um adesivo, fitas coloridas e uma etiqueta com o seu nome. Aproveite essa experiência que fará parte da sua história", finaliza Thiago Catti. 

Veja mais notícias sobre Turismo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 01 Junho 2020

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário