Região Oeste pode entrar na fase 2 nesta semana, diz Vinholi

Prefeitos do Cioeste se reuniram em Barueri para discutir ações de retomada das atividades. (Foto: Divulgação)

O secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, disse na quarta (3) que há possibilidade de a Região Oeste ser incluída na fase 2, laranja, do plano estadual de retomada da atividade econômica em meio à pandemia. A análise do desempenho dos municípios será feita na terça-feira (9), segundo ele. 

A fala vem depois de os prefeitos do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste) terem se reunido em Barueri na manhã do mesmo dia para voltar a pressionar pela inclusão. "Vamos reforçar ao Estado o pedido", disse o prefeito de Santana de Parnaíba, Elvis Cezar (PSDB), que também preside o consórcio. 

Os municípios classificados nesta etapa poderão, em tese, iniciar a retomada gradual a partir de 16 de junho. Isso permitiria a reabertura, com restrições, de shoppings, comércio de varejo, escritórios e concessionárias, dentre outros estabelecimentos. 

Segundo dados divulgados pelo governo paulista também na quarta (3), porém, toda a Grande São Paulo permanece na fase 1, vermelha, onde apenas serviços essenciais podem funcionar - como acontece hoje. 

Não foram divulgados dados específicos da sub-região Oeste. 

"O Governo do Estado fala que a região precisaria ter 198 (leitos), mas há muito mais que isso. Apenas Osasco, Barueri e Santana de Parnaíba, com os novos respiradores, já somam 236, sem contar as demais cidades", disse o prefeito de Barueri, Rubens Furlan. 

Para calcular a fase de risco de cada região, considera-se a capacidade de resposta do sistema de saúde e evolução da epidemia, por meio de de indicadores como a taxa de ocupação de leitos de UTI por pacientes com COVID-19, dentre outros. 

"Nós tínhamos na semana passada 93% de taxa de ocupação (na Região Metropolitana), e nesta semana chegamos a 85,5%", disse Vinholi. "A gente percebe o avanço, mas ainda não chegou na fase laranja", afirmou. 

Empresas reforçam lobby 

As entidades empresariais também participaram da movimentação. Na terça-feira (2), a ACIB (Associação Comercial e Industrial de Barueri) enviou ofício ao governador João Doria (PSDB) solicitando, "em caráter de urgência, uma reavaliação para almejar a reclassificação de nossa região" para a fase 2, laranja. 

"Esta é uma região com uma grande concentração de empresas", afirma o documento, " cidades pujantes com um PIB (Produto Interno Bruto) de aproximadamente R$ 155 bilhões, portanto, rogamos por uma atenção especial", anota a entidade. 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 08 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário