Domingo, 17 Outubro 2021

Política

Pré-candidato, França diz que região tem que recuperar ‘protagonismo’

Política

Pré-candidato, França diz que região tem que recuperar ‘protagonismo’

Ex-governador não descarta disputar cadeira no Palácio dos Bandeirantes como vice em chapa de Alckmin 

Em 2018, o pessebista foi derrotado pelo governador João Doria (Facebook)
O ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) disse recentemente que pode repetir a dobrada com Geraldo Alckmin, que está de saída do PSDB, numa eventual chapa na disputa ao governo estadual em 2022.

Em entrevista exclusiva à reportagem, França afirmou que "a estratégia de vitória vem sendo facilitada pela desastrosa gestão do atual governador (Doria)".

O ex-governador ainda não confirmou se sairá pré-candidato a vice de Alckmin ou buscará o cargo de governador do Estado de São Paulo. Mas, garantiu que formou um grupo forte "para livrar São Paulo do Rodrigo Garcia (pré-candidato tucano ao Palácio dos Bandeirantes) e o Brasil do garoto propaganda que hoje ocupa provisoriamente o Bandeirantes (Doria)", criticou.

O pessebista foi vice governador de Alckmin e disputou o segundo turno contra Doria em 2018, quando foi derrotado pelo tucano por 51,75% dos votos válidos a 48,25%.

"Costumo dizer que se você votou em Doria e se arrependeu, é só votar em mim, pois eu tive 49% dos votos e os 51% que votaram nele já se arrependeram. Assim, já estarei com 100% dos votos", avaliou.

Região
Perguntado sobre ações que pretende realizar especificamente para a região, França afirmou que a Região Oeste Metropolitana de São Paulo precisa retomar o protagonismo econômico que já teve no passado, "com forte crescimento e geração de empregos. É necessário destravar a Castello Branco, a Raposo Tavares e levar transporte eficiente à população, além de trazer de volta muitas empresas que saíram e outras que fecharam", falou.

Definições

Para definir como será a possível chapa, o PSB de França vai aguardar uma série de decisões, especialmente em relação ao nome escolhido para a disputa nas convenções do PSDB e à análise do TSE sobre a aprovação da fusão entre o PSL e o DEM. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/