Sábado, 06 Março 2021

Política

Mulheres respondem por 20% do secretariado da cidade de Barueri

Política

Mulheres respondem por 20% do secretariado da cidade de Barueri

Em Parnaíba, são 23 secretarias e apenas quatro são ocupadas pelo público feminino. O percentual é de 17,3%

De acordo com um levantamento realizado pela reportagem junto aos sites das prefeituras da região, 20% das secretarias de Barueri são comandadas por mulheres. Do total de 20 pastas, elas respondem por quatro cadeiras. 

As nomeadas pelo prefeito Rubens Furlan (PSDB) foram: Cilene Bittencourt (Administração), Adriana Bueno Molina (Assistência e Desenvolvimento Social), Regina Mesquita (Segurança e Mobilidade Urbana) e Giani Cristina de Souza (Mulher).Já em Santana de Parnaíba, são 23 secretarias e apenas quatro são ocupadas pelo público feminino. O percentual é de 17,3%. 

O gestor tucano, Marcos Tonho, escolheu Selma Cezar, mulher do ex-prefeito da cidade, Elvis Cezar (PSDB), para a Secretaria da Mulher e da Família; Veronica Mutti Calderaro Teixeira Koishi é a responsável pela pasta de Negócios Jurídicos, na Assistência Social, Andréa Bueno; Meio Ambiente e Planejamento, Veruska Carvalho. Fátima Muro, ex-secretária de Cultura e Turismo, passou ocupar o cargo de administradora Regional de Alphaville/Tamboré.

Nomeações
O prefeito de Santana de Parnaíba nomeou duas pessoas ligadas ao ex-gestor Elvis Cezar como secretários, a mulher dele, Selma Cezar, que passou a gerenciar a Secretaria da Mulher e da Família e seu irmão, Douglas Cezar, para a pasta de Controle Interno. 

A esposa do ex-prefeito de Pirapora do Bom Jesus, Raul Bueno, a Andréa Bueno, foi escolhida como secretária de Assistência Social de Parnaíba. A tucana disputou o cargo majoritário em Pirapora nas eleições de 2020, mas perdeu para Dany Floresti (PSD). O vereador Alemão da Banca (Avante) ganhou uma secretaria, a de Cultura e Turismo.
Dois irmãos, Fábio Mendonça e Flávio Mendonça também conquistaram cadeiras, respectivamente, em Comunicação Social e Atividades Físicas, Esportes e Lazer.

De acordo com o advogado especialista em direito eleitoral, Alberto Rollo, do escritório Alberto Rollo Advogados Associados, a situação é legal segundo a súmula do Supremo Tribunal Federal, desde que haja compatibilidade na função, formação técnica das pessoas e das funções. "Não é nomeação simples para cabide de emprego", explicou. 

Levantamento Capitais

O número de mulheres nomeadas por prefeitos para secretarias municipais cresceu em 2021, porém ainda está longe de se igualar aos homens. Dos 509 cargos de chefia, 140 são liderados por profissionais do sexo feminino, o que corresponde a 28% do total de líderes. O levantamento foi feito pelo G1 e teve como base as capitais do país.

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 06 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/