Segunda, 17 Janeiro 2022

Política

Furlan faz balanço pós-pandemia e anuncia reajuste salarial para 2022

Política

Furlan faz balanço pós-pandemia e anuncia reajuste salarial para 2022

O tucano atribui a superação da crise ao controle das finanças

O prefeito afirma que cortou gastos para manter a cidade nos trilhos (Benjamin Sepulvida)
Na semana em que o Governo do Estado de São Paulo anunciou a maior queda de mortes por Covid-19, 93% desde abril, e nenhum óbito em Barueri no mês de outubro, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), conversou com a reportagem e fez um balanço pós-pandemia.

Na ocasião, o tucano também anunciou o reajuste salarial de 29,6% para os professores e de 10% para todos os demais servidores públicos, com início em 1º de janeiro de 2022.

Segundo ele, graças ao corte de gastos de obras que não eram prioritárias naquele momento, foi possível direcionar recursos para a folha de pagamento. "Era mais prioridade aumentar o salário do servidor, valorizar o funcionalismo que ficou sem reajuste no salário por conta de determinação federal", explicou Furlan, que acredita que com a ação gira também a economia do município. Quinze mil funcionários serão beneficiados com a medida. "A inflação deve ficar em 9% e já anunciei o reajuste geral de 10%".
Força regional
Na avaliação de Furlan, o desempenho dos prefeitos da região contou muito para o enfrentamento à pandemia. "O Rogério Lins (PODE), Osasco; Marcos Neves (PSDB), Carapicuíba e Igor Soares (PODE), Itapevi e Rogério Franco (PSD), em Cotia são muito bons prefeitos. Jovens, eles aceitaram o desafio, não mediram esforços e se firmaram. As prefeituras foram acudindo a população", avaliou.

Mesmo diante da pandemia, os índices de Barueri se sobressaíram na região. De março de 2020 até maio deste ano, mais de 6,2 mil empresas se instalaram no município. "Quando eu percebi que poderia ter queda brutal de receita eu coloquei o pé no freio onde dava para parar e focamos a gestão no enfrentamento à pandemia. Segundo ranking do estado, entre as cidades que integram o Cioeste, Barueri conta com o segundo melhor desempenho da região, com 44,5% da população com ciclo vacinal completo, chegando a 191,5 mil vacinados.

Para manter o município neste patamar, o prefeito disse que vai solicitar um levantamento sobre o número de funcionários que se recusam a tomar a vacina contra Covid-19, sem justa causa. "Vou tomar providência, estamos falando de saúde pública. Aqui não vai trabalhar".

Missão
Ao fazer o balanço do período de pandemia, Furlan se emocionou e disse que por muito pouco não foi uma das milhares de vítimas da doença no país. "Minha saturação foi a 84, eu temi pela minha vida. Mas creio que Deus gosta de mim e me quer aqui fazendo o que mais me faz feliz, cuidando das pessoas".

Sem querer falar da disputa municipal, que ocorre em 2024, o prefeito diz que o momento é de trabalho e quem deseja o cargo, até o momento "só se preocupa em chegar ao poder para governo em benefício próprio".

Governo Bolsonaro

Furlan aproveitou para criticar a atuação do presidente Jair Bolsonaro. "A facada não foi só nele, foi em nós, nos milhões de brasileiros. Ano que vem ele sai, é a nossa oportunidade de escolher", alertou. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 17 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/