Quinta, 20 Junho 2024

Política

Convites de Gil balançam vereadores; grupo de Rubens Furlan cobra apoio

Política

Convites de Gil balançam vereadores; grupo de Rubens Furlan cobra apoio

Cortejados pelo ex-prefeito, vereadores declararam apoio a Beto Piteri, porém oposição aumenta na Câmara 

Vereador do PL fez o anúncio oficial na Tribuna barueriense (Foto: grupo de Rubens Furlan cobra apoio DIVULGAÇÃO CMB)

Para receber notificações da comunidade de Alphaville e região, inscreva-se em nossos canais no Telegram e WhatsApp

Os últimos dias para definição das alianças visando as eleições 2024 têm sido tensos para vereadores de Barueri. Cortejados pelo grupo do ex- -prefeito Gil Arantes (União), legisladores tiveram que reforçar o apoio ao vice-prefeito Beto Piteri (PSDB), pré-candidato apoiado pelo prefeito Rubens Furlan (PSB).

No entanto, o movimento 'balançou' a fidelidade dos parlamentares e, agora, oficialmente quatro legisladores já desembarcaram da base aliada, além de Fabião (PSDB) que disputará a prefeitura. O número deve ser maior e só será finalizado no final da janela eleitoral no começo de abril. Enquanto isso, o grupo de Furlan tem cobrado a fidelidade dos parlamentares nos bastidores e até publicamente.

Uma reunião na segunda-feira (4) entre os parlamentares e o prefeito foi mais um sinal dessa cobrança. Um dia depois, na sessão de terça-feira (6), ao menos nove parlamentares foram à tribuna para declarar apoio a Beto Piteri. Alguns aliados, inclusive, provocaram outros vereadores para definirem logo se estão ou não ao lado do prefeito, para acabar com a 'fofoca'.

Porém, o sinal de que a situação tem mudado é visível, a começar pelo tom das críticas a Gil, que tem se reduzido no legislativo. Até o ano passado, o clima mais bélico vinha de boa parte dos vereadores com críticas a última vez que Gil foi prefeito entre 2013 e 2016. Na última terça, muitos estavam mais comedidos, tentando focar apenas na aliança.

Alguns até agradeceram a Gil pela conversa. "Agradecer ao ex-prefeito pelo convite, mas eu não me vejo do outro lado criticando este governo", afirmou Reinaldo Campos (PRD), um dos até aqui mais fiéis ao grupo de Furlan.

Gil tem dito que não será necessário criticar o governo e tem oferecido apoio na costura partidária para parlamentares que ainda estão com o futuro indefinido, caso do próprio Reinaldo. A definição de qual partido estar é fundamental para aumentar ou reduzir as chances na eleição e vários vereadores estão em siglas que firmaram acordos com o lado rival.

Além dos vereadores Zé de Melo (Republicanos), Leandrinho Dantas (PRTB), a sessão teve o anúncio oficial de Helio Júnior (PL) e de Wilden (PRD) de que estarão com Gil. No caso de Wilden, ele disse que vai colocar o nome à disposição para a vice, caso o ex-prefeito deseje. Wilden respondeu a provocação feita por Wilson Zuffa (Republicanos), que questionou se ele mudaria de lado nessa altura do campeonato.

Wilden provocou dizendo que o próprio Republicanos, partido de Zuffa, não foi atendido pelo prefeito Furlan.

Outros parlamentares, contudo, seguem em silêncio, embora indiquem ter conversas avançadas.

Burburinho

Um dos casos que têm causado mais burburinho é o de Allan Miranda (PSDB), um dos aliados mais antigos do grupo de Furlan. Nos últimos meses, ele tem mostrado insatisfação com algumas posturas da gestão, em especial por conta do secretário de Educação e irmão do prefeito, Celso Furlan.

Para além disso, Allan diz ter sido vítima de notícias falsas plantadas contra ele e que isso tem minado a atuação dele junto ao prefeito. Na última semana, por exemplo, Allan defendeu um projeto de interesse do governo. "Nós articulamos a derrubada da vista e conseguimos aprovar o projeto que o prefeito tanto queria. mas isso ninguém foi lá falar pra ele", desabafou, deixando em aberto em qual grupo estará. "Sou Allan Miranda, sou povo".

Em meio a esse clima, Beto Piteri manteve a maioria da Casa e teve declarado na terça os apoios de Levi Janio (Avante), Thiago Rodrigues (PDT), Keu Oliveira (PRD), Kascata (União), Reinaldo Campos (PRD), Dra. Claudia (PDT), Ornedo Neves (PDT), Rafa Carvalho (União), Wilson Zuffa (Republicanos) e Rodrigo Rodrigues (Podemos). Além deles, há outros parlamentares que já haviam firmado a aliança como Robertinho (SD) e o próprio presidente da Casa, Toninho Furlan (PDT). 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/