Política

Autorizados, prefeitos iniciam corrida pela compra da vacina

Política

Autorizados, prefeitos iniciam corrida pela compra da vacina

O prefeito de Barueri, Rubens Furlan, já solicitou a aquisição de 150 mil doses da vacina Sputnik V para a cidade 

Barueri quer comprar dose produzida pela Rússia, com eficácia acima de 90% (Agência Brasil)
Na quarta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro sancionou o Projeto de Lei 534/2021, que dispõe sobre a compra de vacinas pelos Estados, Municípios e empresas. 

A autorização vem ao encontro da vontade dos prefeitos da Região Oeste Metropolitana, que já haviam acenado com a intenção de compra das doses por meio dos consórcios do Cioeste (Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo) e da Frente Nacional dos Prefeitos.

A Prefeitura de Barueri deu a largada e já solicitou 150 mil doses da vacina Sputnik V, da Rússia. A eficácia do imunizante é de 91%, segundo estudos. "Queremos manter o agendamento da imunização para conter aglomerações", informou a gestão. 

Furlan disse que cada vez mais fica preocupante a situação na cidade e está fazendo o possível para salvar vidas. "Criamos mais 20 leitos de UTI e 30 leitos de enfermaria, vamos tomar todas as medidas restritivas adotadas pelo estado, enquanto a vacina não chega para o maior número de baruerienses", disse Furlan.

O gestor de Itapevi, Igor Soares (PODE), que é interlocutor do Cioeste com a Pfizer, disse que aguarda o posicionamento da empresa em relação às negociações com os municípios, "uma vez que a própria Pfizer deixou claro que a prioridade é uma negociação direta com o Governo Federal".
Rogério Franco (PSD), prefeito de Cotia, ressaltou que assim que os laboratórios começarem a comercializar doses diretamente para estados e municípios, vai comprar 250 mil doses da vacina que tenham eficácia comprovada contra o novo coronavírus.

Em Osasco, Rogério Lins (PODE) prevê a compra de 400 mil doses. A cidade pretende adquirir doses da vacinas de Oxford, da Pfizer e da Johnson & Johnson. 

O prefeito de Santana de Parnaíba, Marcos Tonho (PSDB), confirmou a intenção de compras por meio do Cioeste e também do Consórcio organizado pela FNP. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 06 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/