Entretenimento mobile faz com que Brasil quebre recorde no número de smartphones em circulação

Smartphone é parte da rotina de milhões de brasileiros (Foto: Pexels/Pexels License)

O uso de smartphones no Brasil faz parte integral do cotidiano de milhões de usuários e o entretenimento mobile tem impulsionado ainda mais o setor e feito com que o país quebre recordes no número de aparelhos em circulação.

De acordo com dados revelados pela prestigiada Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), por meio da sua Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, o Brasil quebrou recordes e já conta com mais de 420 milhões de aparelhos digitais em circulação. São cerca de 230 milhões de smartphones.

A pesquisa, que foi divulgada em 2019, sugeriu um aumento de mais de 10 milhões de smartphones em apenas um ano. O que impressiona ainda mais é o fato de que há mais celulares em circulação do que todos os outros aparelhos. Somados, o número de computadores e notebooks e tablets do país atinge 180 milhões de aparelhos – 50 milhões a menos que o total de smartphones.

Uso impulsionado pela internet e por entretenimento mobile

O acesso à internet também cresce. Segundo dados fornecidos pela Telebrasil, 7 em cada 10 brasileiros já estão conectados. A conectividade atinge 37% desde os últimos cinco anos.

Ao todo, 67% dos lares brasileiros, o que significa 46,5 milhões de casas espalhadas pelo país, estão conectadas à internet devido à adesão cada vez maior dos smarpthones, que muitas vezes são comprados com o intuito de se conectar com a rede mundial.

Os smartphones são o principal meio de acesso para a população brasileira, e mais de 70 milhões de pessoas utilizam seus dispositivos para se conectar. Para efeitos de comparação, o computador é utilizado por menos da metade (43%) dos entrevistados.

A conexão à internet está diretamente ligada ao entretenimento mobile, já que além de comunicação através de aplicativos como WhatsApp, Instagram e Facebook, os celulares são utilizados para acessar todo tipo de diversão online.

De acordo com a 18ª edição da Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia 2017-2021, estudo realizado pela PricewaterhouseCoopers (PwC), o setor de games online é um dos mais valiosos do país e movimentou mais de 670 milhões apenas em 2017. Além de jogos já solidificados no mercado nacional, que se encontra em crescimento ininterrupto há mais de uma década, um fenômeno que tem conquistado cada vez mais entusiastas é o dos novos jogos de cassino online. É um resultado significativo.

Baseados nos tradicionais jogos encontrados em cassinos, que vão de roletas e máquinas caça-níqueis até blackjack, esses jogos foram reformulados para funcionar nas telas de smartphones e a possibilidade de jogar a qualquer momento multiplicou o número de fãs nos últimos anos.

Considerando tudo, estima-se que o setor de games no Brasil deve chegar a impressionantes US$ 1,441 bilhão já em 2021, o que representa um crescimento anual de mais de 16,6%.

Acesso a internet e entretenimento mobile são os maiores motivos que conectam os usuários aos seus dispositivos mobile (Foto: Pxhere/CC0 Public Domain)

Tendências para o futuro são muito promissoras

Segundo os dados da última edição da pesquisa global da PwC, que prevê tendências para os próximos cinco anos, o número de smartphones em circulação e o setor de E&M deve crescer ainda mais.

A pesquisa aponta que se em 2017 cerca de 37% dos gastos dos consumidores eram destinados ao acesso online, em 2022 esse número deve aumentar para mais de 50%.

Hoje, o Brasil já é o líder da América Latina no setor e deve manter essa posição nos próximos anos. Em relação ao resto do mundo, a taxa de crescimento anual brasileira fica atrás apenas da China e da Índia. Assim como ocorreu nos últimos anos, o crescimento no número de smartphones em circulação deve aumentar, apesar da tendência ser no sentido de que o mercado eventualmente estabilize devido ao tamanho da população.

Agora, em relação aos gastos nas plataformas digitais, a expectativa é de crescimento ininterrupto. Já em 2020, o país contará com a chegada do aguardado streaming da Disney e o número de usuários de todo tipo de entretenimento online só tende a aumentar no futuro.

Outras novidades como a introdução da tecnologia 5G e diversas novas experiências de consumo de vídeo e internet, como novos headsets de realidade virtual mais acessíveis, também sinalizam um futuro promissor para o setor de E&M.

Veja mais notícias sobre Nacional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 09 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário