Solidariedade que veio para ficar

Projeto Irmãos Juntos Brasil segue entregando cestas básicas de 15 em 15 dias (Foto: Divulgação)
Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o mundo foi tomado por uma onda de solidariedade. E em Alphaville não foi diferente. Moradores se reuniram, desde o começo do isolamento social, para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade por conta do cenário e seguem com suas ações até hoje.

É o caso do Irmãos Juntos Brasil (@irmaosjuntosbr). O projeto foi criado pelo morador de Alphaville Oliver Okazaki com o objetivo ajudar os mais prejudicados em comunidades de Barueri, Jandira, Pirapora do Bom Jesus, Osasco e Aldeia da Serra. A iniciativa arrecada cestas básicas e entrega a cada 15 dias para aqueles que estão em estado emergencial.

"As doações diminuíram. Por isso, iniciamos uma campanha com a Helloo para tentar arrecadar mais nos condomínios, além de uma outra em parceria com o ATC para arrecadar brinquedos para distribuir no Dia das Crianças", explicou Oliver. 

Outra iniciativa que segue fazendo a diferença é o Suru Solidário (@suru_solidario). O que começou com a entrega de 250 marmitas no início da quarentena, hoje já chegou à marca de R$ 60.000 em comida. 

"Seguimos fazendo ações para pessoas em situação de rua e entregando cestas em ONGs parceiras. As entregas acontecem semanalmente e um dos bairros que temos atendido bastante é o Cururuquara, na região de Santana de Parnaíba", apontou Giancarlo Brienza, idealizador do projeto.

Projeto Juntos Somos Mais Fortes
Foi com o objetivo de ajudar as famílias mais vulneráveis da região que nasceu pelas mãos do morador de Alphaville João Paulo Seyfarth e seus amigos o projeto Juntos Somos Mais Fortes (@_juntossomosmaisfortes_). 

Além de arrecadar cestas, a iniciativa, que começou em março, está construindo casas para dez famílias do bairro da Fazendinha, em Osasco, que foram vítimas de um incêndio. Até agora, já foi arrecadado por volta de R$17 mil. 

"Infelizmente o movimento de arrecadação caiu muito, mas ainda estamos com o projeto em curso. A nossa ideia sempre foi conectar vidas por meio da arrecadação de fundos para a compra de cestas básicas, produtos de higiene, máscara e álcool gel. Temos por objetivo atender as famílias mais vulneráveis", disse João Paulo. 

Veja mais notícias sobre Especiais.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 23 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário