MKT & Negócios

Startup pretende cobrir toda Inglaterra com 5G por meio de drones

Tecnologia Empresas

Startup pretende cobrir toda Inglaterra com 5G por meio de drones

As empresas afirmam ser possível ofertar o 5G por todo o Reino Unido com apenas 60 aeronaves não tripuladas 

As empresas afirmam ser possível ofertar o 5G por todo o Reino Unido com apenas 60 aeronaves não tripuladas. (Foto: Divulgação)

Uma startup com sede no Reino Unido, mais precisamente em Cambridge, está revolucionando na maneira de irradiar o sinal 5G. A Stratospheric Platforms (SPL) pretende propagar o 5G em grandes áreas utilizando drones equipados com antenas movidas a hidrogênio, produzidos pela Cambridge Consultants.

As empresas envolvidas no projeto afirmam ser possível ofertar o 5G por todo o Reino Unido com apenas 60 aeronaves não tripuladas. Caso funcione, esse serviço seria administrado junto a algumas operadoras de telemóveis, como a Deutsche Telekom, que já projeta testar a mesma tecnologia na zona rural ao sul da Alemanha em 2024. Para se ter uma noção, a antena criada pela Cambridge Consultants funcionaria a uma altura de até 20.000 metros e cada drone poderá cobrir uma área de 140 km de diâmetro. Desta forma, os usuários de internet do país conseguiriam uma velocidade de download de aproximadamente 100 Mbps - possibilitando que baixassem um arquivo de 4GB em cerca de seis minutos.

Com essa empreitada, os habitantes da zona rural do Reino Unido finalmente teriam acesso a uma internet de qualidade e de altíssima velocidade, conseguindo acessar serviços de streaming sem interferência e aproveitando muito mais essa ferramenta. O 5G também trará melhor experiência na hora de baixar filmes, músicas, passear livremente por vários endereços da web, jogar ou até mesmo aprender como se joga loteria online para passar horas se divertindo e sem quebras.

Segundo a SPL, caso este sistema seja instalado, ele ajudaria na economia na construção de toda a infraestrutura 5G, já que cada drone substitui pelo menos 200 antenas. Porém, o maior desafio para o projeto ir à frente é o financiamento para seguir em frente. Além disso, a SPL conta com concorrentes de peso no setor, já que o Projeto Loon, da Google, e a Hap Mobile, do Soft Bank, também estão no páreo. No início de outubro essas empresas tiveram sucesso ao realizar um teste de conectividade 4G através do sistema de aeronaves não tripuladas lançadas na estratosfera. Então, a SPL vem defendendo que o seu produto é mais confiável já que utiliza uma fonte de energia superior, o hidrogênio líquido, enquanto suas concorrentes utilizam energia solar.

Surgimento da internet

Hoje não conseguimos imaginar como seria viver em um mundo desconectado da rede mundial de computadores. A história da internet remonta a cerca de 50 anos atrás - em meio à Guerra Fria, deu-se a origem de uma das maiores invenções da humanidade. Inicialmente, os militares dos Estados Unidos pensavam em criar um sistema descentralizado com o Pentágono, que pudesse evitar as perdas de documentos e ataques ao governo. Posteriormente, a ideia foi um pouco mais refinada pelo engenheiro do Instituto Tecnológico de Massachusetts, Joseph Licklider, que falava na criação de uma rede intergalática de computadores. Na década de 70, surgiu a base da internet que conhecemos hoje, a criação do protocolo TCP/IP, criados por Bob Kahn e Net Vinton Cerf.

Nas décadas de 80/90, surgiram as grandes redes baseadas em TCP/IP - assim todos os computadores ligados às mesmas redes de IP poderiam compartilhar arquivos e trocar mensagens. Mas, somente em 1989 houve o grande "BOOM" da internet, quando os Estados Unidos passaram a comercializa-lá. No anos 90 começam a ser utilizados os famosos "www' e o HTTPS, que garantiam que várias pessoas pudessem trabalhar em um mesmo documento, o qual teria dados criptografados. Então, o interesse global na ferramenta aumentou, e as pessoas que tinham um computador começaram a ter acesso discado à rede. Nos anos 2000 ficou mais fácil adquirir um computador, e consequentemente, a internet evoluiu para suprir a demanda do público. A partir daí foram criadas a banda larga, e a conexão 3G. E a internet não vem parando de evoluir - atualmente vem se popularizando a conexão por fibra ótica e 5G, e quem sabe o que nos aguarda num futuro próximo. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 05 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/