Mascotes seguem como uma boa aposta para divulgar marcas, aponta estudo

272124
Apesar dos bons resultados, o uso de mascotes está em baixa no mercado publicitário

De acordo com um estudo feito pela empresa de pesquisa de marketing global System1,  as campanhas com mascotes dos últimos dois anos conseguiram um espaço 37% maior em relação as que optaram por não usar uma figura do tipo em suas peças.

Feito com base em dados obtidos entre 2017 e 2018 pelo Instituto de Praticantes de Publicidade, um órgão britânico que representa diversas agências de publicidade, a pesquisa também aponta que estas campanhas tem 50% a mais de chance de ressoar com maior firmeza entre os consumidores.

A questão é que o uso de mascotes está em baixa no mercado publicitário. Enquanto nos EUA só 4% das campanhas usaram mascotes em 2018, o corpo de ações publicitárias na base de dados da System1 caiu de 41% do total em 1992 para 12% em 2018.

O chefe de inovação da entidade Orlando Wood escreve que "usar personagens de forma repetida elicitam uma resposta emocional poderosa que pode ser reconhecida instantaneamente em qualquer lugar, tornando-os indispensáveis para a era digital".

Veja mais notícias sobre Empresas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 23 Setembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário