Quarta, 08 Dezembro 2021

Educação

Especial Educação: “A escola presencial mostrou-se fundamental”

Educação

Especial Educação: “A escola presencial mostrou-se fundamental”

Durante a pandemia, Colégio Anglo Leonardo da Vinci contou com a plataforma de ensino remoto e, em outubro do ano passado, retomou suas atividades presenciais com todos os protocolos  

Desde a retomada das aulas presenciais, Colégio Anglo adotou diferentes protocolos sanitários estabelecidos pelo Plano SP e com a colaboração de uma consultoria de saúde. (Foto: Divulgação)

A pandemia da Covid-19 trouxe inúmeros desafios para o mundo da educação. Escolas tiveram que se adaptar e, com o fechamento das unidades, utilizar do ensino remoto como ferramenta para manter o aprendizado dos alunos. Foi o caso do Colégio Anglo Leonardo da Vinci Alphaville.

A instituição, que já contava com a chamada plataforma Plurall para apoio pedagógico, passou a oferecer o formato de educação à distância, primeiro com aulas assíncronas e, em seguida, ao vivo.

"Nossos professores tiveram todo o apoio para conseguir oferecer as aulas remotamente e nossos alunos tiveram o suporte de nossas equipes de orientação pedagógica e de estudos para que conseguissem se adaptar a essa nova realidade acadêmica", explicou Flávia Prata da Vinha, gerente de marketing da instituição.

Para manter a qualidade do ensino, um dos fatores que fizeram a diferença foi a metodologia "Aprender a Estudar". "Nossa metodologia exclusiva coloca o aluno como protagonista do seu aprendizado e isso nos ajudou muito a manter a qualidade de ensino. Além disso, pensar em atividades e formas alternativas de oferecer o conteúdo foi uma premissa de nossos professores para que as aulas remotas pudessem ser prazerosas", apontou.

Aulas presenciais

O Colégio Anglo Leonardo da Vinci retomou as aulas presenciais com todos os protocolos e diretrizes para garantir a proteção de todos e conta com a adesão quase que total da comunidade.

Segundo a instituição, com a pandemia, houve uma aceleração do aprendizado em lidar com as ferramentas tecnológicas, mas que é na escola onde há a melhor possibilidade da aprendizagem dos saberes acumulados pela humanidade.

"Na pandemia, a escola presencial mostrou-se fundamental. Sempre ouvimos, em tempos pré-pandêmicos, que a tecnologia não substituiria as relações humanas, sobretudo se considerarmos aquelas relações travadas no meio escolar. Esse talvez tenha sido o maior aprendizado das escolas fechadas: ter tido uma prova de que nada é melhor do que o ensino onde diariamente crianças e adolescentes possam travar diálogo franco, próximo, aberto, com seus professores rumo ao conhecimento", finalizou.

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/