PIB da Região Metropolitana tem alta de 1,3%, igual a do Estado

De acordo com um levantamento divulgado recentemente pela Fundação Seade, a economia da Região Metropolitana de São Paulo cresceu 1,3% nos quatro trimestres encerrados no 2º trimestre deste ano. O montante anotado foi de R$ 321.632 milhões. O Produto Interno Bruto do Estado registrou a mesma alta, no período mencionado, somando R$ 585.595 milhões. A Região é responsável por 54,3% do PIB paulista.


Segundo o estudo, o desempenho foi bem inferior ao das demais regiões industrializadas. O destaque ficou para as regiões que apresentaram taxa acima da média estadual (1,3%): Sorocaba (4,6%), Santos (3,9%), São José dos Campos (1,9%) e Campinas (1,4%).

Considerando a taxa de crescimento do 2º trimestre em relação ao trimestre imediatamente anterior, já descontados os efeitos sazonais, destaque para as regiões de Presidente Prudente  (4,6%), Central (3,9%) e São José do Rio Preto (3,0%).

Comparação 2018
A economia paulista, em 2018, aumentou 1,4% em termos reais na comparação com o ano anterior. Contribuiu para esse índice a expansão da indústria e dos serviços, que avançaram 0,9% e 1,9%, respectivamente, uma vez que a agropecuária se retraiu em 2,6%. Em termos regionais, as quatro regiões mais industrializadas apresentaram evolução acima das médias paulista e brasileira. Entre as RAs ligadas ao agronegócio, apenas Bauru cresceu acima da média do Estado.

PIB
Na última pesquisa feita pela Fundação Seade em relação ao PIB dos municípios, ano 2016, a cidade de Barueri registrou um PIB per capita em reais de 184.460 e Santana de Parnaíba contabilizou 66.947.


Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 14 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário