Economia

Pandemia faz país perder 860 mil empregos em abril

Economia

Pandemia faz país perder 860 mil empregos em abril

O avanço do home office em alguns setores e a expansão das atividades online não foi suficiente para impedir o resultado negativo 

O avanço do home office em alguns setores e a expansão das atividades online não foi suficiente para impedir o resultado negativo. (Foto: Agência Brasil)

Em abril, 860.503 vagas de empregos com carteira assinada foram fechadas, de acordo com dados consolidados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Economia. 

Ao todo, o último mês teve registrou 598.596 admissões e 1.459.099 demissões em todo o país. "O saldo ficou negativo a partir de março e em abril se aprofundou. A pandemia foi totalmente responsável por essa queda do Caged, principalmente no setor de comércio e serviços", diz Daniel Duque, pesquisador de Economia Aplicada da Fundação Getúlio Vargas. 

Os números também mostram que o avanço do home office em alguns setores e a expansão das atividades online não foi suficiente para impedir o resultado negativo. "A pandemia aumentou a demanda da atividades do setor digital, mas houve um aumento da produtividade dos trabalhadores do setor, e não tanta geração de emprego", afirma o pesquisador.  

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 17 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/