Região tem cerca de 60 denúncias por mês sobre maus-tratos a animais

Em Barueri, o Centro de Proteção e Defesa do Animal (Cepad) recebeu até setembro 83 notificações sobre maus-tratos (Foto: Michela Brígida/Folha de Alphaville)

Até setembro, os centros de proteção e bem-estar animal de Barueri e Santana de Parnaíba receberam cerca de 60 denúncias por mês a respeito de maus-tratos a animais. O número de casos anotados já corresponde a 97% dos registros de 2017, que somaram 544 denúncias.
Separadamente, o Departamento de Bem-Estar Animal de Santana de Parnaíba foi o local mais contatado. Somente neste ano, foram recebidas 450 denúncias, ante 500 de 2017.

Em Barueri, o Centro de Proteção e Defesa do Animal (Cepad) recebeu até setembro 83 notificações sobre maus-tratos. O número de denúncias quase dobrou em relação ano passado, onde foram registradas 44 queixas.

De acordo com as administrações municipais, após receberem denúncias, uma equipe responsável vai até o local indicado para averiguar a situação dos pets. No caso de Parnaíba é o próprio Departamento de Bem-Estar Animal, e em Barueri, é a Guarda Ambiental.

No local, veterinários fazem uma avaliação da saúde do animal e das dependências onde ele vive. Caso constatada a irregularidade, é feito o resgate e expedido um Boletim de Ocorrência de maus-tratos ao dono do pet.

Resgate
Em Parnaíba, o Bem-Estar Animal faz o resgate apenas de animais que se encontrem debilitados. Os pets são encaminhados para uma clínica contratada pelo município.

Como a cidade não possui um espaço para o acolhimento de animais abandonados, o Departamento coordena uma página na rede social, onde são publicadas fotos de animais à adoção. Após demonstração de interesse, o futuro responsável passa por uma avaliação e assina um termo de responsabilidade para cuidar do pet.

Já em Barueri, o resgate é feito pelo Departamento de Controle de Zoonoses. No local, os animais passam por um período de quarentena, são vermifugados e recebem vacinas, sendo encaminhados, em seguida, ao Cepad, onde é feita a castração e a microchipagem.
Depois de uma avaliação comportamental, os pets são encaminhados para adoção. O órgão, que fica localizado na Rua Vera Cruz, nº 340, no Bairro dos Altos, recebe todos os dias, entre às 9h e 16h, interessados em adotar os animais.

Moradores que se depararem com alguma infração aos direitos dos animais podem acionar o Cepad (4198-0819) ou o Departamento de Bem-Estar Animal (4622-1427). A denúncia pode ser feita em sigilo. 

Pelos animais, moradoras da região se reuniram e fundaram a SOS Pet Alpha (Foto: Arquivo Pessoal)

Ação nos condomínios
Diante dos inúmeros casos de abandono de animais em condomínios de Alphaville, moradoras da região se reuniram e fundaram a SOS Pet Alpha. Membros da ONG acolhem em suas próprias residenciais os pets, e com a ajuda de veterinários parceiros, prestam atendimento aos animais.

Segundo Ana Luísa Carlessi, fundadora do projeto, em 2017 foram resgatados cerca de 150 animais. Já neste ano, foram cerca de 300. "Nossas ações são feitas por conta própria, estamos buscando mais parceiros, pois os custos são altos", conta.

Os animais da ONG disponíveis à adoção podem ser conferidos no Facebook.

Veja mais notícias sobre Santana de ParnaíbaBarueriCidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 15 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário