Com frio concentrado em julho, inverno terá cara de outono

Previsão é de tardes relativamente quentes e noites frias na nova estação (Foto: Michela Brígida/Folha de Alphaville)

A frente fria que chegou na grande São Paulo no meio desta semana já anunciou o início da nova estação: o inverno começa oficialmente nesta sexta-feira (21), às 12h54, em todo o Hemisfério Sul. A previsão é de que os próximos quatros meses tenham chuvas escassas e as baixas temperaturas concentradas no mês de julho, de acordo a projeção feita pela ClimaTempo.

Segundo a meteorologista Graziella Gonçalves, a nova estação será influenciada pelo fenômeno El Niño, que configura aquecimento acima do normal da porção central e leste do oceano Pacífico Equatorial, na altura da costa do Peru, dificultando a entrada do ar frio de origem polar sobre o interior do Brasil. "Diante desta situação, quase todas as ondas de frio vão ser desviadas para o oceano. Com poucas incursões de ar frio pelo interior do país, o inverno de 2019 terá poucos dias com frio intenso e deve terminar com temperaturas acima da média. O que vai predominar é a sensação de outono, com tardes relativamente quentes e noites frias", explicou.

De todos os meses do inverno, julho será o mês com maior chance de surgirem sequências de quatro a sete dias realmente frios em Barueri e Santana de Parnaíba, assim como na Região Metropolitana de São Paulo. Durante todo o mês, devem passar duas grandes frentes frias sobre o Brasil, com massas de ar frio fortes. " A previsão é de que os termômetros fiquem abaixo dos 8ºC durante o dia e que diminuam ainda mais à noite", contou Graziela.

Agosto e setembro devem ser com pouco frio ou quase sem resfriamento intenso. A previsão é de que os dois meses transcorram com dias com tardes relativamente quentes e frio ameno à noite no centro-sul do país.

Precipitações
O inverno de 2019 será predominantemente seco e deve terminar com chuva abaixo da média nas cidades da Grande São Paulo. "Em julho, a passagem das frentes frias deve deixar alguma chuva, porém será com pouco volume e por um a dois dias consecutivos", ressaltou a meteorologista. 

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 18 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário