Com 54 casos de hepatite, Barueri segue com ações e vacinação nas UBSs

No Brasil, os tipos virais mais comuns são A, B e C (Foto: André Borges)
Na semana marcada pela luta mundial contra as hepatites virais, Barueri aparece como uma das cidades que luta para reduzir os casos da doença. Até a quinta-feira (1), o município tinha 54 casos da doença registrados, quadro similar ao registrado no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 55 casos.

Segundo balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), no último ano, o Estado de São Paulo teve 6.058 casos de hepatite C e 2.643 de hepatite B. O tipo de hepatite que possui maior incidência em Barueri é a hepatite C. No Brasil, os tipos virais mais comuns são A, B e C.

Segundo a Prefeitura de Barueri, a cidade realiza ações educativas e preventivas. "Estamos realizando a vacinação em todas as unidades básicas de saúde de hepatite B, sensibilizações nas UBS, por meio de palestras educativas, e ações de detecção da doença com a realização de teste rápido e, a partir deste mês", disse em nota. A gestão ressalta que as UBSs irão realizar o teste rápido para a detecção das hepatites B e C.

Transmissão

"Para a hepatite C não existe vacina. A transmissão acontece pelo contato com sangue. Por isso, é essencial que sempre seja feito ações de conscientização por parte das cidades em relação ao uso de preservativos, assim como educação dos profissionais (manicure, tatuagem) e vacinação para hepatite B", explica Marcelo Ducroquet, infectologista e professor do curso de Medicina da Universidade Positivo. 

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 13 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário