Cidades podem sofrer com falta de doses contra sarampo

Barueri têm 41 casos confirmados e 190 sob investigação (Foto:Michela Brígida/Folha de Alphaville)

Ao contrário da Prefeitura de São Paulo, que anunciou a prorrogação da campanha de vacinação contra o sarampo até o 31 de agosto para a 11 meses e jovens de 15 a 29 anos de idade, as cidades de Barueri e Santana de Parnaíba seguem ofertando as doses nas Unidades Básicas de Saúde apenas para o público-alvo: crianças de 6 a 11 meses de idade, 12 meses e 15 meses; menores de 30 anos que não tenham 2 doses; maiores de 30 anos que não tenham uma dose. Não se precisam se vacinar pessoas com mais de 60 anos.

Segundo o Grupo de Vigilância Epidemiológica Osasco (GVE), responsável pela distribuição das doses na região, Barueri recebeu 15 mil doses, dividida em duas datas, com a última entrega na terça (20). 

De acordo com a Prefeitura de Barueri, que têm 41 casos confirmados e 190 sob investigação, ainda assim, "a cidade deve sofrer com a falta do imunobiológico, devido aos vários bloqueios agendados". 

Em Santana de Parnaíba, a reportagem apurou em quatro UBS (Alphaville/Tamboré; Fazendinha, Colinas e Dr. Álvaro Ribeiro) que há doses disponíveis, porém, apenas para o público-alvo. O município não informou o número de registros da doença.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 15 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário