Barueri e Parnaíba seguem País e têm alta nos casos de dengue em 2019

Em Barueri, agentes de combate à dengue orientam moradores sobre a eliminação de criadouros do mosquito (Foto: Júlio César Almeida/Folha de Alphaville)
Um novo ano começou, mas alguns problemas antigos entraram em 2020, principalmente área da saúde. De acordo com informações do Ministério da Saúde, o número de casos de dengue registrados no Brasil em 2019 foi o segundo mais alto da série histórica. Em São Paulo, as ocorrências cresceram 2.700% no ano passado.

Não é só na capital que a questão com a dengue permanece; a região também registrou um grande aumento dos casos. De acordo com dados da Prefeitura de Barueri, em 2019, a cidade teve 142 casos da doença confirmados contra oito em 2018. Comparando um ano com o outro, o aumento foi de 1.675%. 

Em Santana de Parnaíba, segundo informações mais recentes do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), coletadas pela reportagem, de janeiro a novembro de 2019, o município teve 89 casos confirmados de dengue, ante três em 2018. A alta foi de 2.866%. 

"A proliferação do Aedes aegypti, transmissor da dengue, ocorre por existência de recipientes com água parada. A colaboração e cuidado de todos são sempre fundamentais", destacou Rosana Perri Andrade Ambrogini, coordenadora chefe da Vigilância em Saúde de Barueri. 

Prevenção
Durante o verão, a probabilidade de haver mais focos de água parada aumenta por conta das chuvas. Por isso, as cidades começaram o ano intensificando as ações preventivas. Em Barueri, a Vigilância de Saúde montou a chamada Sala de Situação para o controle das arboviroses. 

"Realizamos reuniões periódicas com participação das secretarias para conscientização de todos. Atuaremos nas áreas prioritárias, onde ocorreu maior número de casos com a equipe de controle de vetores para alertar e reforçar os cuidados", explicou Rosana. 

Em Parnaíba, as visitas ocorrem semanalmente. Além disso, os agentes de saúde recebem treinamento e participam de cursos que visam agilizar as ações de combate ao mosquito.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 22 Janeiro 2020

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário