Após Barueri, Parnaíba tem novas normas para tráfego de caminhões

Avenida Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues foi uma das vias que teve o tráfego de caminhões proibido (Foto: Michela Brígida/Folha de Alphaville)
Parnaíba anunciou novas normas para a circulação de caminhões e demais modelos pesados nas ruas da cidade. A principal alteração foi a extensão da restrição para vias de Alphaville, que sofria com o tráfego destes veículos. A lei foi publicada no Diário Oficial do dia 20 de setembro.

A partir de agora, está proibido o trânsito de caminhões e veículos pesados (com Peso Bruto Total (PBT) superior a 15 toneladas), em qualquer dia e horários, nas Avenidas Paiol Velho, Pérola Byington, Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues, Yojiro Takaoka, Alphanorte e Angola, na Alameda das Américas, Estrada da Bela Vista e nas Ruas Benedito Crispim de Oliveira, Líbano, Luiz Maximiliano Chiló no Recanto Maravilha III e D'Alessandro Carmine, no bairro Parque dos Monteiros. Já na Estrada Tenente Marques, a circulação destes veículos será restrita diariamente, das 16h às 19h.

Ficam excluídos da nova regra os caminhões cuja carga, devidamente comprovada por nota fiscal, deva ser entregue em obras, residências ou estabelecimentos comerciais situados no perímetro do município e cujo acesso se faça pelas vias e aqueles veículos de empresas, com sede na cidade, empregados no transporte de água e concreto por betoneira, desde que a respectiva carga, devidamente comprovada por nota, esteja destinada em locais no perímetro estabelecido.

Barueri
Barueri também anunciou, recentemente, novas regras para o trânsito de caminhões nas alamedas de Alphaville e Tamboré, em horários de pico. O tráfego para este tipo de veículo é proibido de segunda a sexta-feira, das 17h às 20h, com exceção dos feriados e, agora, a restrição se estende para novas vias do bairro, como Avenida Piracema, Alamedas Rio Negro, Grajaú, Mamoré, Itapecuru, Oiapoque, Amazonas, Purus, Madeira e Cauaxi.

Em entrevista à Folha de Alphaville, a Secretária de Segurança e Mobilidade Urbana, Regina Mesquita, disse que com a conclusão da obra do viaduto sobre a Alameda Araguaia, o estudo foi revisado, ajustado e posto em prática. "O Demutran fez a contagem de veículos da frota do município e os veículos flutuantes, características das ruas, bem como análise de origem e destino". 

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 21 Outubro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário