Segunda, 25 Janeiro 2021

Cidades

A partir de segunda-feira (1/7), pedágio da Castello custará R$4,40 em Barueri e Osasco

Cidades

A partir de segunda-feira (1/7), pedágio da Castello custará R$4,40 em Barueri e Osasco

Além da Castello Branco, as tarifas contratuais de 18 concessionárias de rodovias paulistas também serão alteradas 

Além da Castello Branco, as tarifas contratuais de 18 concessionárias de rodovias paulistas também serão alteradas. (Foto: Michela Brígida/ Folha de Alphaville)

Conforme antecipou a reportagem anteriormente, motoristas que passam pelas praças de pedágio de rodovias paulistas terão que desembolsar um valor maior a partir da próxima segunda-feira (1/7). Isso ocorre porque o preço das tarifas será reajustado. Nos trechos de Barueri e Osasco da Castello Branco, o valor passará de R$4,20 para R$4,40, aumento de R$0,20.

Segundo a autarquia, a medida está prevista em contrato firmado entre o Estado e as concessionárias e segue o índice inflacionário acumulado nos últimos meses. Neste ano, o reajuste foi de 4,66%

No trecho de Itapevi da Castello, o valor passou de R$8,40 para 8,80,

No ano passado, nos trechos de Osasco e de Barueri da Rodovia Castello Branco, sob responsabilidade do Grupo CCR, o reajuste foi menor, de 2,43%. O valor subiu de R$4,10 para R$4,20 (carros de passeio) e, em Itapevi, de R$ 8,20 para R$8,40.

Estado

Além da Castello Branco, as tarifas contratuais de 18 concessionárias de rodovias paulistas também serão alteradas. Atualmente, os pedágios mais altos do Estado continuam sendo são o da Anchieta (Riacho Grande) e Imigrantes (Paraitinga), que custam R$27,40.

Durante apresentação de balanço sobre os primeiros 100 dias à frente da administração do Estado, em abril, o governador João Doria afirmou que pretende reduzir as tarifas de pedágio das estradas paulistas.

Para isso, o gestor anunciou que vai antecipar a renovação ou ampliar o lote de concessões das rodovias, estimando que a ação resulte em uma diminuição dos valores das cobranças em até 20%.

Questionado pela reportagem sobre o assunto, o governo do Estado, por meio de sua assessoria, não deu retorno até o término desta edição. 

Newsletter
Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 25 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.folhadealphaville.com.br/