Sob o comando de Marcelo Tas, “Batalha Makers Brasil” é a nova aposta do Discovery

Foto: Divulgação

A onda de DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo) atrai cada vez mais seguidores mundo afora. E é justamente pensando nesses "fazedores" ou "makers", como também são conhecidos, que o Discovery lança o reality de competição Batalha Makers Brasil a partir deste domingo, 28 de abril, uma coprodução com a Academia de Filmes.

Apresentada por Marcelo Tas, a série estreia às 18h e terá oito episódios semanais de uma hora. Os participantes, que têm entre 19 e 50 anos e possuem diferentes habilidades, vão encarar batalhas individuais e desafios em grupo. Ao final de cada programa, um maker é "deletado". A decisão de quem será eliminado fica por conta do trio de jurados: a designer Rita Wu e os educadores makers Edgar Andrade e Ricardo Cavallini.

Sob o olhar atento do trio, os makers precisam mostrar que entendem de tudo um pouco – ou muito. Da programação de computadores à marcenaria; passando por robótica, números e cálculos aos relacionamentos interpessoais. Não basta ter ideias criativas, é preciso confiar nos outros e ter capacidade de improviso para tirá-las da prancheta. O local de trabalho ajuda: os makers terão à disposição um laboratório completo, com ferramentas como cortadoras a laser, impressoras 3D e os mais diversos materiais, de peças novas a muita sucata.

Batalha Makers Brasil começa com uma prova individual. Os participantes terão apenas quatro horas para criar uma cadeira a partir de um projeto básico oferecido pela produção. Essa cadeira será utilizada por eles próprios durante toda a temporada. A chapa de madeira vem com um gabarito pré-cortado, mas eles precisam incrementar o projeto, com elementos que traduzam a sua personalidade, além de agregar um acessório funcional escolhido no laboratório.

A segunda batalha da estreia é em grupo e Marcelo Tas dará ao vencedor da prova anterior a vantagem de escolher quais serão seus colegas de equipe. Os dois times devem dar vida a uma máquina de pinball, criando as próprias peças e dispositivos eletrônicos para irem além do protótipo fornecido. Ao menos um item feito na impressora 3D deve ser utilizado. O prazo é de apenas sete horas e, ao final desse período, o trio de jurados vai "deletar" um dos makers.

SOBRE OS MAKERS

Ana Borba– Engenheira Civil e especialista em Upcycling, 47 anos

Deriel Huber- Estudante de Eng. Mecânica, 24 anos

Djalma Ladim– Marceneiro e Designer de Produto, 42 anos

Gabriel Checchinato - Estudante de Eng. Mecatrônica, 19 anos

Iane Cabral– Designer de Wearables, 29 anos

Marcio Okabe - Origamista e Educador Maker, 50 anos

Maurício Oliveira– Prof. Arquitetura e Urbanismo, 36 anos

Febronio – Cenotécnico e Artista Audiovisual, 45 anos

Rafael Arevalo– Maker, 31 anos

Sol Santin – Artista Multimídia e Maker, 46 anos 

Veja mais notícias sobre Caderno A.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 29 Fevereiro 2020

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário