Após “Dogville” no teatro, Mel Lisboa engata série na Netflix

Atriz não descarta volta às novelas (Foto: Divulgação TV Globo)

Nesta sexta-feira (22), a Netflix estreia "Coisa Mais Linda", ambientada na virada dos anos 60, que segue a história de Maria Luiza (Maria Casadevall), uma jovem e rica paulistana que se muda para o Rio de Janeiro na intenção de abrir um restaurante com seu marido.

Nesse desafio, ela contará com três mulheres incríveis: Lígia (Fernanda Vasconcellos), Adélia (Pathy Dejesus) e Thereza, vivida por Mel Lisboa. "Minha personagem é apaixonante", resume Mel. A atriz diz que Thereza é uma mulher à frente do seu tempo, em 1959, que já tem uma consciência coletiva da estrutura opressora do patriarcado. "Ela é uma mulher independente. A curva dramática é diferente das três outras personagens, pois Thereza já tem uma visão que a mulher pode mudar perante uma comunidade que o protagonismo é masculino. Então, está ali quase como um farol, usando uma metáfora, para mostrar que as outras mulheres podem ser quem quiserem, buscar seus próprios sonhos, se realizarem", comenta Mel.

Até o dia 31 deste mês, Mel pode ser vista em "Dogville", adaptação teatral do diretor paulistano Zé Henrique de Paula para a obra-prima do cineasta dinamarquês Lars von Trier, no Teatro Porto Seguro. As sessões acontecem às sextas e sábados, às 21h e domingos, às 19h.

A atriz dá vida à Grace, uma forasteira misteriosa que procura abrigo para se esconder de um bando de gangsteres na fictícia cidade de Dogville, situada no topo de uma cadeia montanhosa, ao fim de uma estrada sem saída, onde residem poucas famílias formadas por pessoas aparentemente bondosas e acolhedoras. Porém, no decorrer da trama, um jogo perverso se instaura entre os moradores da cidade e a bela forasteira: quanto mais ela se doa e expõe a sua fragilidade e bondade, mais os cidadãos de bem exigem e abusam dela, levando a situação a extremos inimagináveis. Mel atua ao lado de Fábio Assunção.

Pela atuação, a atriz foi indicada ao Prêmio Cesgranrio de Teatro. "O foco do texto não é o gênero é a humanidade, sociedade doente de um modo geral. Ele levanta muito essa questão, com ceticismo em relação ao ser humano, torna ainda mais pesado por ser mulher".

Volta às novelas
Sobre sua volta às novelas, Mel não descarta. "Eu não me fecho para absolutamente nada. Fui até convidada para fazer uma novela, mas não pude, por conta de "Coisa Mais Linda", estamos na expectativa de uma 2a temporada", conclui.

Serviço
DOGVILLE
Até 31 de março –
Sextas e sábados às 21h e
domingo às 19h.
Ingressos: R$ 50 a R$ 90
TEATRO PORTO SEGURO
Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.
Telefone (11) 3226-7300

 

Veja mais notícias sobre Caderno A.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 22 Novembro 2019

Siga a Folha

INFORME SEU ENDEREÇO DE E-MAIL:

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário